Concurso Concurso Marinha 2020 - Auxiliar, Oficiais e Capelães Em andamento

Orgão: Marinha - Marinha do Brasil
Nº vagas: 26
Taxa de inscrição: De R$ 126,00 Até R$ 127,00
Cargos: Oficial, Capelão
Áreas de Atuação: Forças Armadas
Escolaridade: Ensino Superior
Faixa de salário:
Estados com Vagas: AC, AL, AM, AP, BA, CE, DF, ES, GO, MA, MG, MS, MT, PA, PB, PE, PI, PR, RJ, RN, RO, RR, RS, SC, SE, SP, TO

Publicado em 10/02/2020, às 11h02 - Atualizado em 01/04/2020, às 18h00


Foram divulgados três novos editais do concurso Marinha que somam 26 vagas. Oportunidades são destinadas ao quadro técnico do corpo auxiliar, quadro complementar de oficiais e quadro de capelães navais do corpo auxiliar.

As inscrições serão recebidas entre os dias 16 e 31 de março de 2020, exclusivamente pela internet, através do site www.ingressonamarinha.mar.mil.br. As taxas custam R$ 126 (corpo auxiliar e capelães) e R$ 127 (oficiais).

O concurso Marinha será constituído das seguintes etapas: prova escrita objetiva de conhecimentos profissionais e/ou inglês; prova discursiva de conhecimentos profissionais para a profissão de “direito”; redação; e/ou eventos complementares (verificação de dados biográficos, inspeção de saúde, teste de aptidão física de ingresso, avaliação psicológica, verificação de documentos, prova de títulos e procedimento de heteroidentificação complementar à autodeclaração).

Informações complementares

Distribuição das vagas

O edital destinado ao quadro técnico do corpo auxiliar reúne 15 vagas para candidatos de nível superior, de ambos os sexos, e com idade inferior a 36 anos no primeiro dia do mês de janeiro de 2021. Oportunidades estão distribuídas entre as áreas de ciências biológicas (1 vaga), comunicação social (2), direito (2), estatística (2), informática (3), letras/português (1), pedagogia (1), segurança do tráfego aquaviário (2) e serviço social (1).

Já o edital referente ao quadro complementar de oficiais oferece dez chances para quem possui nível superior e idade inferior a 29 anos no primeiro dia do mês de janeiro de 2021, sendo três vagas para oficiais da armada (concentração em eletrônica, concentração em máquinas e concentração em sistemas de armas), quatro para oficiais fuzileiros navais (concentração em máquinas, concentração em eletrônica, concentração em cartografia e concentração em sistemas de armas, e três para oficiais intendentes (administração, ciências contábeis e economia). As vagas de oficiais da armada e fuzileiros navais são destinadas apenas a candidatos do sexo masculino, enquanto oficiais intendentes podem ser disputadas por ambos os sexos.

Por fim, o edital do quadro de capelães navais do corpo auxiliar dispõe de uma vaga na profissão de sacerdote da Igreja Católica Apostólica Romana. Podem concorrer candidatos do sexo masculino, com idade entre 30 e 40 anos, com três anos de atividades pastorais na Igreja Católica e com formação teológica de nível superior.

De acordo com os editais do concurso Marinha, todos os postos ainda exigem que o candidato tenha altura mínima de 1,54 m e máxima de 2 m.

Conteúdo programático parcial

Para o corpo de intendentes

  • Administração financeira: Matemática Financeira a juros simples e compostos; Taxas de juros; Cálculo financeiro em contexto inflacionário; Anuidades; Equivalência de Fluxos de Caixa; Fluxos de Caixa Não Homogêneos; Sistemas de amortização de empréstimos; Série Uniforme; Valor presente líquido; Taxa interna de retorno; Payback; Métodos de análise de investimentos; Orçamento de Capital; Risco e retorno; Aspectos comportamentais associados à Teoria da Decisão.
  • Administração geral: Conceito de Organização e Administração; Teoria da Administração Científica; Teoria Clássica; Teoria das Relações Humanas; Decorrências da Teoria das Relações Humanas; Teoria Neoclássica de Administração; Administração por Objetivos (APO);Teoria da Burocracia; Teoria Estruturalista; Teoria Comportamental; Teoria do Desenvolvimento Organizacional (DO); Teoria de Sistemas; Teoria da Contingência; Cultura Organizacional; Planejamento; Administração Estratégica; Organização e Direção: Fundamentos, Liderança e Motivação nas Organizações; e Novas abordagens da Administração: Gestão de Projetos, Gestão do Conhecimento e Capital Intelectual; Gestão do Capital Humano; Administração em redes; o Capital Natural nas organizações e a Sustentabilidade.
  • Direito administrativo: Licitação: Conceito, Princípios, Dispensa de Licitação, Licitação Dispensada, Inexigibilidade de Licitação, Modalidades, Sistema de Registro de Preços(SRP), Procedimento e Contratos Administrativos; Convênios Administrativos; Consórcios Públicos; Concessão e Permissão de Serviços Públicos; Parcerias Público-Privadas; Administração Direta e Indireta; Servidores Públicos: Conceito, Características, Classificação, Agentes Públicos e Responsabilidade dos Servidores Públicos; Processo Administrativo; e Bens Públicos: Conceito, Classificação, Afetação e Desafetação, Regime Jurídico, Aquisição, Alienação e Espécies de Bens Públicos.
  • Economia brasileira: Política Econômica Externa e Industrialização nas décadas 1940 e 1950; A política econômica no governo Dutra; Restrição externa e política econômica, política cambial e industrialização no governo de Getúlio Vargas e Café Filho; Planejamento estatal e política econômica em Juscelino Kubitschek; O Programa de Metas: antecedentes e consequências; Desaceleração econômica e crise: nos governos Jânio Quadros e João Goulart; a política econômica no governo João Goulart; As reformas promovidas por meio do PAEG (Programa de Ação Econômica do Governo); Política econômica nos governos Costa e Silva e Médici: diagnóstico e “milagre econômico”; O 1º choque do petróleo e as alternativas de política econômica; Instrumentos e consequências do II PND; O 2º choque do petróleo; Crise da dívida e ajuste recessivo; As origens do processo inflacionário; O Plano Cruzado; Novas tentativas de estabilização da inflação; O Plano Real; Política econômica com âncora cambial; Desvalorização do Real e criação do “tripé” de política macroeconômica; A política econômica no 1º governo Lula; A política econômica no 1º governo Dilma e Crises econômicas.
  • Economia do setor público: Falhas de Mercado: Instituições, bom estado e Reforma da Gestão Pública; Externalidades; Teoria da regulação; Falhas do Governo: Finanças públicas, democracia e accountability; relações entre política e economia: Teoria da Escolha Pública; Corrupção e produção de bens públicos; Instituições e resultados fiscais do governo federal brasileiro; Financiamento das Políticas Públicas: Incidência tributária; Teoria da tributação ótima; Tributação do consumo no Brasil (aspectos teóricos e aplicados); A tributação de capital; Contribuições sociais, mas antieconômicas; Dispêndio público no Brasil: Análise de custo-benefício; efeito distributivo de políticas sociais; legislação e execução orçamentária; Déficit público e sustentabilidade da política fiscal; Política orçamentária; e Lei de Responsabilidade Fiscal.
  • Economia internacional: Teorias do Comércio Internacional; Política de Comercial Internacional; Taxas de câmbio e macroeconomia da economia aberta; Mecanismos do Comércio Internacional; Política Macroeconômica Internacional; Sistema Monetário Internacional; Mercado de Capitais; e Regulação bancária.
  • Estatística e econometria: Análise Exploratória de Dados: Medidas de posição central e de dispersão; Probabilidades: Variáveis aleatórias discretas, contínuas e multidimensionais, distribuições de probabilidades; Inferência Estatística: Estimação; Testes de Hipóteses; Análise de Aderência e Associação; Correlação e Análise de Variância; Modelos de Regressão com equação única: modelo clássico de regressão linear normal (MCRLN); Hipóteses do modelo clássico: Multicolinearidade, Heterocedasticidade, Autocorrelação, Modelagem econométrica, Especificação de modelo econométrico e teste de diagnóstico.
  • Gestão e governança públicas: Conceito; Características dos Paradigmas da Administração Pública; New Public Management (NPM), Governança corporativa e Governança Pública; New Public Governance (NPG); Planejamento e Gestão Estratégica nas Instituições e Compreensão e Funcionamento da Administração Pública no Brasil.

Acompanhamento

A equipe JC Concursos disponibiliza o resumo do concurso Marinha nesta página, com as principais informações do processo de seleção. Mais informações estão disponíveis abaixo, no edital anexado.


Cronograma

Abertura das inscrições16/03/2020
Encerramento das inscrições31/03/2020

Notícias do concurso Concurso Marinha 2020 - Auxiliar, Oficiais e Capelães

Edital e Anexos

Abertura (10/02/2020) Auxiliar
Abertura (10/02/2020) Oficiais
Abertura (10/02/2020) Capelães

Provas Marinha - Marinha do Brasil

Orgão, Cargos e OrganizadoraAnoAnexo
Marinha Capelao Naval Pastor da Igreja Batista
O próprio órgão
2015 Prova / Gabarito
Marinha Capelao Naval Pastor da Igreja Evangelica Assembleia de Deus
O próprio órgão
2015 Prova / Gabarito
Marinha Arquiteto e Urbanismo
O próprio órgão
2015 Prova / Gabarito
Marinha Cirurgiao Dentista Todas as Areas
O próprio órgão
2015 Prova / Gabarito
Marinha Capelao Naval Pastor da Igreja Catolica Apostolica Romana
O próprio órgão
2015 Prova / Gabarito

» Ver lista completa

Sobre Marinha - Marinha do Brasil

Marinha do Brasil pertence as Forças Armadas do Brasil e é responsável por conduzir operações navais. É a maior da América do Sul e da América Latina e a segunda maior da América, depois da Marinha dos Estados Unidos.

A Marinha esteve envolvida na guerra de independência do Brasil. Por volta de 1880, a Armada Imperial Brasileira era a mais poderosa da América do Sul. Após a rebelião naval de 1893, houve um hiato em seu desenvolvimento, até 1905, quando o Brasil adquiriu dois dos dreadnoughts mais poderosos e avançados da época, o que provocou uma corrida armamentista naval com as nações vizinhas, sobretudo a Argentina e Chile. A Marinha do Brasil participou na Primeira Guerra Mundial e na Segunda Guerra Mundial, participando de patrulhas anti-submarinos no Atlântico.


Comentários

Mais Lidas