Iniciais até R$ 15,4 mil

Abin: novo concurso aguarda parecer do MPOG

Agência encaminhou nota técnica ao Ministério do Planejamento solicitando autorização do concurso. Cargos e vagas estão em negociação

Fernando Cezar Alves e Camila Diodato
Publicado em 31/05/2017, às 14h24

A realização do aguardado novo concurso público da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN) agora depende exclusivamente de um parecer por parte do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG). A pasta já se antecipou, em comparação a diversos outros órgão, encaminhando a solicitação para o novo certame para o MPOG logo no início do ano, em dezembro.

Veja mais: autorizado concurso com 300 vagas na Abin

De acordo com a assessoria de imprensa do órgão, desde outubro de 2016, um grupo técnico da agência tem apresentado as demandas e argumentado sobre as necessidades de pessoal junto ao Ministério

Além disso, ainda de acordo com a assessoria, o novo pedido foi encaminhado por meio de nota técnica.

Em relação a cargos e vagas, a assessoria de imprensa adianta que isto está em fase de negociação com o grupo técnico, mas que a intenção é de que seja autorizado o preenchimento de um número progressivo de vagas.

O órgão tem cobrado o certame diversas vezes e o pedido anterior, que havia sido encaminhado no início de 2016, foi devolvido pelo MPOG em 18 de agosto.

A expectativa é de que o novo concurso seja considerado no orçamento de 2018.

A solicitação anterior, devolvida em agosto, contava com 650 vagas, número maior que o pedido de 2015, que contemplava apenas 470. Os cargos, no entanto, foram mantidos.

As chances eram para os postos de oficial de inteligência, oficial técnico de inteligência, agente de inteligência e agente técnico de inteligência.

Nível superior


Para quem possui ensino superior, as oportunidades foram para os cargos de oficial de inteligência e oficial técnico de inteligência, respectivamente, com 250 e 200 vagas. As remunerações iniciais são de R$ 15.461,80 para oficial e R$ 14.281,28 para oficial técnico, já considerando o auxílio-alimentação.

Ensino médio


Para  nível médio o pedido foi para as carreiras de agente de inteligência e agente técnico de inteligência, com 90 e 110 vagas, na sequência. Os iniciais são de R$ 6.147,22 para agente e R$ 5.577,73 para agente técnico, também já com o benefício.

Histórico


O novo concurso da Abin é aguardado desde 2011, quando foi enviado inicialmente o pedido ao MPOG. A solicitação era de 230 vagas, sendo 200 para oficial de inteligência e 30 para agente de inteligência. Em 18 de setembro de 2013, o MPOG deu um parecer negativo à solicitação.

Prepare-se para o concurso da Agência Brasileira de Inteligência (Abin)

SIMULADO ONLINE PARA ABINVIDEOAULA PARA ABINCURSO ONLINE  - ABIN
Um outro pedido foi encaminhado em 23 de setembro de 2013, com resposta do MPOG em 17 de março de 2014, reiterando a negativa para a realização do concurso e solicitando que a Abin apresentasse nova proposta, para o exercício de 2015, o que ocorreu em 8 de abril daquele ano. 
O concurso estava em vias de ser autorizado quando, em setembro de 2015, a então presidente Dilma Rousseff anunciou o pacote de medidas para contenção de gastos em 2016, que incluía a suspensão de novos concursos.
Ainda em setembro, poucos dias antes do anúncio da medida do governo, o diretor geral da Abin, Wilson Roberto Trezza, chegou a declarar que a autorização já estava assegurada e ocorreria dentro de poucos dias, o que acabou não se concretizando. Com isto, no final de 2015, o pedido foi devolvido para o órgão e, posteriormente, reencaminhado ao Planejamento.

Concurso anterior

O último concurso da Abin ocorreu em 2010, sendo organizado pelo Cespe/UnB. Ao todo foram registrados 49.275 inscritos para a oferta de 80 vagas. Destas, 50 foram para a carreira de oficial técnico nas áreas de administração, planejamento estratégico, arquitetura, arquivologia, ciências contábeis, jornalismo, publicidade e propaganda, estatística, desenvolvimento e manutenção de sistemas, direito, educação física, engenharia civil, engenharia elétrica, pedagogia, psicologia, serviço social e suporte à rede de dados, além de 30 para agente técnico nas áreas de administração, contabilidade, edificações, eletrônica e tecnologia da informação.

Comentários

Mais Lidas