Nível médio

Câmara de Catuípe RS: concurso para técnico legislativo

A participação deverá ser garantida até o dia 6 de janeiro. O salário inicial oferecido é de R$ 2 mil

Patricia Lavezzo
Publicado em 12/12/2018, às 14h20

Encontram-se abertas as inscrições do concurso público da Câmara Municipal de Catuípe, localizada no Estado do Rio Grande do Sul. A seleção visa o provimento de uma vaga para o cargo de técnico legislativo. 

Para ingressar na carreira é necessário possuir diploma de conclusão de curso de ensino médio. O salário inicial é de R$ 2.094,12 para jornada de trabalho semanal de 40 horas. 

A participação deverá ser garantida no endereço eletrônico www.legalleconcursos.com.br até o dia 6 de janeiro de 2019. O valor da taxa de inscrição é de R$ 51,45.

Os candidatos serão avaliados por meio de uma única etapa: prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório. Ela será composta por 40 questões de múltipla escolha, sendo dez de língua portuguesa, cinco de matemática e 25 de legislação e conhecimentos específicos. 

Com duração máxima de três horas, o exame será aplicado na cidade de Catuípe/RS no dia 26 de janeiro de 2019, em locais e horários a serem comunicados no edital de convocação, a ser divulgado em momento oportuno. 

Atribuições do técnico legislativo da Câmara de Catuípe RS

Redigir ou fazer a minuta de projetos de lei e de resolução, pareceres e exposições de motivos, ofícios, editais, memorandos e atos diversos; elaborar relatórios, regulamentos, normas e instruções de serviço; lavrar certidões e fazer anotações e registros; organizar mapas, quadros, tabelas e relações estatísticas; realizar pesquisas e diligências sobre processos diversos; preparar e revisar a correspondência, inclusive os autógrafos a serem enviados à sanção; prestar informações em processos de natureza administrativa ou legislativa; manter em perfeita organização e funcionamento o arquivo da Câmara, cuidar da restauração, zelar pela conservação de seus documentos e reproduzir cópias quando necessário; executar serviços de digitalização, mimeógrafos ou congêneres; providenciar o preparo, sob orientação superior, de textos de leis, resoluções e atos a serem promulgados e assinados pela Mesa ou pelo presidente; executar procedimentos relativos ao controle do prazo orgânico dos autógrafos; orientar e supervisionar a técnica legislativa a ser observada nos documentos; colaborar com a organização e manutenção dos arquivos e da biblioteca; elaborar, quando solicitado, parecer técnico sobre assuntos que não sejam da alçada da procuradoria parlamentar, da diretoria e dos departamentos; prestar serviços de assessoria às bancadas e blocos constituídos, orientando-os e auxiliando-os na elaborarão de proposições a serem submetidas à deliberação do Plenário; prestar orientação sobre legislação aos munícipes que procuram os vereadores ou a Câmara para esclarecimentos ou solução de assuntos particulares; acompanhar e assessorar o trabalho das comissões técnicas e especiais no estudo de matérias sujeitas a parecer; cuidar da legislação municipal, compilando as revogações e alterações de leis e dispositivos, fazendo as necessárias anotações; colaborar com os trabalhos da procuradoria parlamentar; realizar trabalhos que exijam correção de linguagem e perfeição técnica em proposições e documentos; desenvolver estudos para assessorar os vereadores na apresentação de sugestões de melhoria na legislação; cuidar da circulação interna de processos nos seus diversos estágios; ajudar na coordenação dos serviços da Secretaria; substituir eventuais ausências de servidores, desenvolvendo tarefas práticas e mecânicas; prestar assessoramento em assuntos específicos, inclusive pesquisas, estudos, elaboração de normas, pareceres e informações; exercer outras atividades afins.
 

Comentários

Mais Lidas