Até 5 de novembro

Câmara de Tijucas SC abre prazo para cargo de advogado

Oferta do processo seletivo é de uma vaga temporária. Interessados devem possuir nível superior em direito e registro no órgão de classe

0,00(0.0%)0 voto(s)

Patricia Lavezzo
Publicado em 30/10/2018, às 16h40

A Câmara Municipal de Tijucas, localizada no Estado de Santa Catarina, abriu as inscrições do processo seletivo que preencherá uma vaga para o cargo de advogado, em caráter temporário.

Para ingressar na carreira é necessário possuir nível superior em direito e registro na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). O salário inicial é de R$ 3.962,09 para carga horária semanal de 30 horas. 

As inscrições presenciais deverão ser realizadas até o dia 5 de novembro, no horário das 7h às 12h30, na sede da câmara, situada na Rua Coronel Buchelle, nº 181, Centro da cidade de Tijucas/SC. 

O processo seletivo será constituído de uma única etapa: análise de títulos. O candidato, no ato da inscrição, deverá apresentar os títulos, os certificados de curso de aperfeiçoamento, comprovante de tempo de serviço e certidões de nascimento dos filhos menores que possui, através do original e cópia simples para autenticação pelo servidor designado ou cópia autenticada, para efeito de pontuação e desempate.

A classificação preliminar será publicada no endereço eletrônico www.tijucas.sc.leg.br e no mural da Câmara de Tijucas, no dia 9 de novembro.

Atribuições do advogado da Câmara de Tijucas SC

Prestar, quando solicitado, assessoramento jurídico à mesa diretora, às comissões, aos vereadores e aos setores administrativos da câmara, emitindo pareceres sobre assuntos em tramitação no plenário, através de pesquisas de legislação, jurisprudências, doutrinas e instruções regulamentares; estudar e redigir minutas de atos internos ou externos, bem como documentos contratuais de toda espécie, em conformidade com as normas legais; - elaborar minutas de informações a serem prestadas ao judiciário em mandados de segurança requeridos contra a câmara, na pessoa de seu presidente, ou contra as demais autoridades integrantes de sua estrutura administrativa; interpretar normas legais e administrativas diversas, para responder a consultas dos interessados bem como manifestar-se sobre questões de interesse da câmara e das comissões especiais que apresentem aspectos jurídicos específicos, orientando a elaboração de relatórios conclusivos; assistir à câmara na negociação de contratos, convênios e acordos com outras entidades públicas ou privadas; estudar os processos de aquisição, transferência ou alienação de bens, em que for interessada a câmara, examinando toda a documentação concernente à transação; elaborar pareceres, informes técnicos e relatórios, realizando pesquisas, entrevistas, fazendo observações e sugerindo medidas para implantação, desenvolvimento e aperfeiçoamento de atividades em sua área de atuação; executar outras tarefas. 
 

Comentários

Mais Lidas