Comissão já está formada

Concurso do TRF 4ª é oficialmente autorizado

O TRF (Tribunal Regional Federal) 4ª, que abrange os estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, já pode iniciar os preparativos do seu novo concurso público, que deve ocorrer em breve

0,00(0.0%)0 voto(s)

Fernando Cezar Alves
Publicado em 25/04/2019, às 10h23

Sede do Tribunal Regional Federal da 4ª Região
Divulgação

TRF 4ª (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), que abrange os estados de Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, publicou, em diário oficial da Justiça, nesta quinta-feira, 25 de abril, a autorização oficial para a realização de seu novo concurso público para servidores. A decisão foi tomada na sessão ordinária do Conselho, no último dia 23. Em 5 de abril, o tribunal já havia publicado a comissão organizadora do certame. O órgão deve definir a oferta de vagas em breve, bem como cargos, e dar início ao processo de escolha da banca. Somente após estes procedimentos, a data de publicação do edital de abertura de inscrições poderá ser confirmada.     

A comissão é presidida pela diretora da diretoria de recursos humanos do órgão, Jaqueline Paiva Nunes Goron, e conta, ainda, com os seguintes membros: Luiz Fernando Klein, Marceli Ludwig Boeira, Adriana Maria Ramos Tomasi Sant Anna, José Carlos Pinto de Oliveira, Ricardo Giacomelli, Cibele Vargas Machado Moro e Fabiana Zanchett 

O último concurso do órgão ocorreu em 2014, com o objetivo de formar cadastro reserva de pessoal para os cargos de técnico e analista judiciário, respectivamente, com exigências de níveis médio e superior. As remunerações iniciais são de R$ 8.475,36 para técnicos e R$ 13.339,30 para analistas, já considerando o vale alimentação. A organizadora foi a Fundação Carlos Chagas.

• CURSO PARA TÉCNICO E ANALISTA JUDICIÁRIO 
• APOSTILA PARA TÉCNICO JUDICIÁRIO

No caso de técnicos, as opções foram para as áreas administrativa, administrativa – segurança e transporte, apoio especializado-  contabilidade e apoio especializado – tecnologia da informação.

Para analistas, área judiciária, área judiciária – oficial de justiça avaliador federal e apoio especializado – informática. 

Para todos os cargos, a prova foi composta de 60 questões, sendo 30 de conhecimentos básicos, com peso um, e 30 de conhecimentos específicos, com peso dois. Além disso, os participantes foram submetidos a uma redação.

Como conhecimentos básicos foram considerados temas de língua portuguesa, raciocínio  lógico-matemático, legislação e noções de informática.
        

Sobre FCC - Fundação Carlos Chagas

Instituição de direito privado e sem fins lucrativos, a Fundação Carlos Chagas (FCC) concentra suas atividades em duas grandes áreas: pesquisa/educação e organização de concursos/processos seletivos. A banca pode ser contatada pelo telefone (11) 3723-4388, de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h.

Comentários

Mais Lidas