Publieditorial

Concurso do INSS: novidades e previsões

A boa notícia está por conta de uma informação recente: avançou o pedido de vagas do concurso no Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG)

Publieditorial
Publicado em 16/02/2018, às 15h58

A expectativa é muita no que se refere ao lançamento do próximo edital do concurso do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).
A boa notícia está por conta de uma informação recente: avançou o pedido de vagas do concurso no Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG).  No documento, foi solicitado o preenchimento de um total de 16.548 oportunidades!
Dessas vagas solicitadas, 7.580 são para a abertura do concurso público previsto para 2018. No total, 3.941 vagas seriam para técnico, 1.493 para analista e 2.146 para perito.  
Em relação a salário, a expectativa é de R$ 5.000 para técnico do seguro social e R$ 8.000 para analista do seguro social.

Aumento de vagas


Vale ressaltar que, para o último concurso do INSS foram ofertadas um total de 950 vagas entre nível médio e superior, sendo 800 para técnicos e 150 para analistas.
Ou seja, comparativamente, as oportunidades aumentariam bastante!!! 

  • E por qual razão foram solicitadas mais vagas? 

Explica-se pelo número de profissionais, que é muito baixo, e isso reflete no atendimento à população, devido ao enorme acúmulo de trabalho e demora nas perícias e agendamentos.


Ads

Quer passar no concurso do INSS?

Clique aqui para ter acesso aos vídeos com questões comentadas gratuitamente.Confira!


Apenas em 2017 foram mais de 60 profissionais exonerados, 70 desligamentos por pedido de demissão ou óbito e mais de 1400 baixas por aposentadoria, o que, por consequência,  resultou em uma carência de aproximadamente 3000 profissionais da área técnica.
Prepare-se, concurseiro!
Dentre as disciplinas exigidas no concurso, tirando como base o edital 2015, sabe-se que podem entrar as que se referem à Ética no Serviço Público, Regime Jurídico Único, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Administrativo, Legislação Previdenciária, Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico, Noções de Informática e Conhecimentos Específicos, dentre outras. 
Enquanto o edital definitivo para o concurso do INSS previsto não fica disponível, você pode começar a pensar em métodos que lhe auxiliem nos estudos. O melhor, é contar com aulas e dicas de professores de cursos preparatórios e especialistas! A professora Helena Junqueira, Procuradora da Fazenda Nacional aposentada e docente da Logga – Cursos Preparatórios, divulga 3 (três) vídeos com questões comentadas sobre Direito Previdenciário que são de grande valia para começar a sua jornada rumo ao sucesso!!! Clique aqui para receber os vídeos da professora e mais conteúdos gratuitos que vão lhe ajudar a passar na prova.
Boa sorte! 

Sobre INSS

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), autarquia federal com sede em Brasília (DF), vinculada ao Ministério da Previdência e do Trabalho, tem por finalidade promover o reconhecimento de direito ao recebimento de benefícios administrados pela Previdência Social, assegurando agilidade, comodidade aos seus usuários e ampliação do controle social. O INSS é responsável pelo pagamento da aposentadoria, pensão por morte, auxílio-doença, auxílio-acidente e outros benefícios para aqueles que adquirirem o direito a estes benefícios segundo o previsto em lei. Compete ao INSS a operacionalização do reconhecimento dos direitos da clientela do Regime Geral de Previdência Social (RGPS), que atualmente abrange mais de 40 milhões de contribuintes.

O INSS possui em seu quadro administrativo quase 40.000 servidores ativos, lotados em todas as regiões do país, que atendem presencialmente mais de quatro milhões de pessoas. Conta com cerca de 1.200 unidades de atendimento, as chamadas Agências da Previdência Social (APS), presentes em todos os Estados da Federação. Trata-se de um mecanismo democrático, que ajuda a minimizar as desigualdades sociais. A renda transferida pela Previdência é utilizada para assegurar o sustento do trabalhador e de sua família quando ele perde a capacidade de trabalho por motivo de doença, acidente, gravidez, prisão, morte ou idade avançada. O INSS é uma organização pública prestadora de serviços previdenciários para a sociedade brasileira. É nesse contexto e procurando preservar a integridade da qualidade do atendimento a essa clientela que o instituto vem buscando alternativas de melhoria contínua, com programas de modernização e excelência operacional, ressaltando a maximização e otimização de resultados e de ferramentas que fundamentem o processo de atendimento ideal aos anseios da sociedade em geral.

O INSS tem a seguinte estrutura organizacional: órgãos de assistência direta e imediata ao presidente (Gabinete; Assessoria de Comunicação Social; Coordenação-Geral de Planejamento e Gestão Estratégica; Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação; e Centro de Formação e Aperfeiçoamento do Instituto Nacional do Seguro Social), órgãos seccionais (Procuradoria Federal Especializada; Auditoria-Geral; Corregedoria-Geral; Diretoria de Orçamento, Finanças e Logística; e Diretoria de Gestão de Pessoas), órgãos específicos singulares (Diretoria de Benefícios; Diretoria de Saúde do Trabalhador; e Diretoria de Atendimento) e unidades descentralizadas: (Superintendências-Regionais; Gerências-Executivas; Agências da Previdência Social; Procuradorias-Regionais; Procuradorias-Seccionais; Auditorias-Regionais; e Corregedorias-Regionais).

Comentários

Mais Lidas