Educação

Campo Grande MS: inscrições abertas para 300 vagas

Oportunidades são para auxiliar pedagógico. Prazo para quem pretende se candidatar vai até as 22h desta quinta-feira (6)

Samuel Peressin
Publicado em 05/12/2018, às 11h38

Foram abertas nesta quarta-feira (5) as inscrições para o processo seletivo da Prefeitura de Campo Grande, capital de Mato Grosso do Sul, destinado a preencher 300 vagas de auxiliar pedagógico especializado, além de formar cadastro reserva.  

Será possível se candidatar somente até as 22h desta quinta-feira (6), mediante a realização de cadastro pelo link http://www.campogrande.ms.gov.br/seges/processoseletivo/. Não há cobrança de taxa.  

Os interessados devem possuir curso superior na área da educação, além de especialização lato sensu concluída ou em andamento – neste caso, a finalização deve ocorrer até a data da posse. 

Os contratados no concurso da Prefeitura de Campo Grande atuarão nos Centros de Educação Infantil (Ceinfs) e em escolas da Rede Municipal de Ensino (Reme). A jornada semanal é de 20 horas. O salário atual do cargo, no entanto, não é informado no edital

A seleção dos candidatos ocorrerá por meio de análise de títulos, de caráter eliminatório e classificatório. A divulgação do resultado final está prevista para ocorrer até 30 de janeiro.  

Concurso Prefeitura Campo Grande: atribuições do auxiliar pedagógico

a) atuar na sala de aula e nos espaços físicos das unidades de ensino para viabilizar o acesso dos alunos público-alvo da educação especial que pertencerem ao grupo destinado ao específico atendimento, aos conhecimentos e conteúdos curriculares, por meio da adequação de atividades didático-pedagógicas e da disponibilização de recursos de acessibilidade; b) promover a interação e a integração do aluno na sala de aula, nos diferentes espaços da unidade de ensino e em eventos promovidos pela Divisão de Educação Especial/DEE/ SEMED, quando lhe for solicitada a presença; c) organizar as estratégias e os recursos, a partir das necessidades específicas descritas no estudo de caso do aluno para a elaboração do plano educacional individualizado, com base no planejamento do professor regente, em consonância ao referencial curricular previsto para o ano letivo do aluno; d) registrar o processo de desenvolvimento da aprendizagem do aluno, com anotações das intervenções e adequações didático-pedagógicas e os resultados alcançados, por meio de diário de bordo e relatório bimestral; e) compilar, periodicamente, as intervenções pedagógicas e os resultados do desenvolvimento da aprendizagem do aluno, por meio de portfólio, para subsidiar o professor regente no processo avaliativo durante o período letivo; f) participar das reuniões pedagógicas, dos conselhos de classe e demais encontros que se fizerem necessários, a fim de que haja a troca de informações importantes para o desempenho do aluno; g) auxiliar e orientar os alunos nas atividades de vida diária, tais quais assessorar na higiene, alimentação e mobilidade do aluno, tanto na unidade de ensino quanto em atividades escolares externas; h) participar dos encontros de formação continuada, palestras, fóruns, cursos e encontros oferecidos pela Divisão de Educação Especial/DEE/SEMED; i) ter domínio das diferentes tecnologias de informação, comunicação alternativa/ aumentativa e tecnologia assistiva; j) atender aos alunos público-alvo da educação especial, designados pelos técnicos da Divisão de Educação Especial/DEE/SEMED, nos espaços físicos das unidades de lotação, no que abrange as atribuições previstas na Resolução n. 188, de 5 de novembro de2018, e outras que se fizerem necessárias;
 

Sobre Prefeitura Campo Grande (MS)

O Brasil conta, hoje, com 5.570 prefeituras espalhadas por municípios dos 26 Estados do país, além do Distrito Federal. Os municípios são uma circunscrição territorial dotada de personalidade jurídica e com certa autonomia administrativa, sendo as menores unidades autônomas da Federação. Uma prefeitura é a sede do poder executivo do município (semelhante à câmara municipal, em Portugal). Esta é comandada por um prefeito (nas cidades brasileiras e por um presidente de câmara nos municípios portugueses) e dividida em secretarias de governo, como educação, saúde ou meio ambiente. O termo prefeitura também pode designar o prédio onde está instalada a sede do governo municipal, também chamado de paço municipal onde geralmente se localiza o gabinete do prefeito. A instituição da prefeitura de seu encarregado maior, o "prefeito", é algo relativamente novo na história do Brasil. O poder hoje exercido pela prefeitura foi anteriormente exercido pela câmara municipal, pelo conselho de intendência e pela intendência municipal. As prefeituras são órgãos independentes, que não precisam de autorização por parte das administrações federal ou estaduais para realizarem seus concursos públicos, seja para preenchimento na própria sede ou em secretarias vinculadas à ela.

Comentários

Mais Lidas