Ganhos de até R$ 8,9 mil

Prefeitura de Rio Branco MT abre inscrições de concurso

O edital conta com sete vagas imediatas e cadastro reserva para cargos de níveis médio e superior de ensino. Participação deverá ser garantida até 6 de setembro

0,00(0.0%)0 voto(s)

Patricia Lavezzo
Publicado em 10/08/2018, às 15h43

Já estão abertas as inscrições do concurso da Prefeitura Municipal de Rio Branco, localizada no Estado do Mato Grosso. A seleção visa o preenchimento de sete vagas imediatas, além de formação de cadastro reserva (CR) de futuras oportunidades. 

O cargo de agente administrativo (CR) exige diploma de conclusão de curso de ensino médio e paga R$ 954. 

Aqueles que têm o nível superior podem concorrer para os postos de contador (1 vaga), procurador municipal (1), professor de pedagogia (2), professor de educação física (1), dentista (CR), controle interno (1) e médico clínico geral (1). As remunerações partem de R$ 2.762,26 e chegam a R$ 8.929,71.

As inscrições deverão ser realizadas no endereço eletrônico www.riobranco.mt.gov.br até o dia 6 de setembro. Os valores da taxa de participação são de R$ 100 para ensino médio e R$ 130 para nível superior. 

Os candidatos serão avaliados por meio de uma única etapa: prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório. Ela será composta por 40 questões de múltipla escolha, sendo dez de língua portuguesa, cinco de matemática, cinco de conhecimentos de informática, cinco de conhecimentos gerais e 15 de conhecimentos específicos. 

O exame será aplicado no município de Rio Branco/MT no dia 23 de setembro, em locais e horários a serem comunicados no edital de convocação, a ser divulgado em momento oportuno. 

Atribuições do procurador municipal

Prestar assessoramento jurídico ao prefeito e demais unidades administrativas da prefeitura, emitindo pareceres, acompanhando e informando processos, redigindo documentos e contratos, comparecendo audiências e outros atos, representando o município em juízo e fora dele, mediante delegação e orientação superior; representar o município, em juízo ou fora dele, prestando quaisquer serviços de natureza jurídica, por delegação de autoridade competente; examinar e estudar questões jurídicas ou documentos relativos a direitos e obrigações de que o município seja titular ou interessado; participar de sindicância, inquérito, processo administrativo como membro de comissão ou como orientador da área jurídica; minutar proposições de lei, e respectivas mensagens, bem como decretos e demais atos de cunho normativo; examinar proposições originárias da câmara municipal, elaborando, quanto as dependente de sanção do prefeito, as razões dos vetos que entender necessário; manifestar-se em processo e expedientes administrativos nos quais o chefe, do poder executivo solicite parecer da assessoria jurídica; emitir pareceres jurídicos em procedimentos licitatórios e acompanhar a abertura dos procedimentos; cobrar, judicialmente, a dívida ativa do município, através de execução fiscal; participar de elaboração de leis e projetos de leis, quando solicitado pelo prefeito; entre outras. 

Comentários

Mais Lidas