Nível superior

Concurso Receita Federal: salários e benefícios

Cargos de analista tributário e auditor-fiscal do concurso Receita Federal apresentam ganhos bem superior aos praticados no mercado privado

0,00(0.0%)0 voto(s)

Camila Diodato | camila@jcconcursos.com.br
Publicado em 30/07/2019, às 11h06 - Atualizado às 11h17

Concurso Receita Federal: salários e benefícios
Fecomércio MG

Oconcurso Receita Federal (RFB) é um dos que atraem milhares de brasileiros, primeiro por conta da estabilidade e outra devido aos atrativos salários.

Dois cargos compõem o quadro de pessoal do órgão, sendo eles o analista tributário e o auditor-fiscal. Ambos aceitam candidatos com nível superior completo em qualquer área de atuação.

Somente para a carreira de analista do concurso Receita Federal, o vencimento de quem ingressa corresponde a R$ 11.684,39 por mês. Depois, os valores apresentam os seguintes aumentos: R$ 18.076,05; R$ 13.034,39; R$ 13.956,44; R$ 14.199,56; R$ 14.695,55; R$ 15.747,83; R$ 16.305,74; R$ 17.187,69; R$ 17.495,44; e R$ 18.076,05.

Em relação ao posto de auditor-fiscal, a remuneração inicial oferecida pelo órgão é de R$ 21.029,09 e passa por 10 aumentos: R$ 22.529,09; R$ 23.279,09; R$ 24.878,68; R$ 25.316,25; R$ 26.208,90; R$ 27.146,54; R$ 27.629,46; R$ 29.075,71; R$ 29.545,07; e R$ 30.303,62.

Como benefício, os profissionais nomeados pelo concurso Receita Federal recebem vale-alimentação mensal de R$ 458.

Concurso Receita Federal: pedido em análise

O pedido do concurso Receita Federal em análise ao Ministério da Economia é para o preenchimento de 5.000 vagas. Destas oportunidades, 3.000 são para analista e 2.000 para auditor.

Espera que a autorização não demore para sair, uma vez que o órgão tem um déficit superior a 20 mil servidores em suas unidades espalhadas pelo país.

Sobre RFB - Receita Federal do Brasil

A Secretaria da Receita Federal do Brasil é um órgão específico, singular, subordinado ao Ministério da Fazenda, exercendo funções essenciais para que o Estado possa cumprir seus objetivos. É responsável pela administração dos tributos de competência da União, inclusive os previdenciários, e aqueles incidentes sobre o comércio exterior, abrangendo parte significativa das contribuições sociais do País. A Receita Federal também subsidia o Poder Executivo Federal na formulação da política tributária brasileira, previne e combate a sonegação fiscal, o contrabando, o descaminho, a pirataria, a fraude comercial, o tráfico de drogas e de animais em extinção e outros atos ilícitos relacionados ao comércio internacional.

Até 1 de janeiro de 2019 era subordinado ao Ministério da Fazenda, e a partir daí passou a ser subordinado ao novo Ministério da Economia do Governo Jair Bolsonaro.

concursosconcursos publicosconcursos 2019concursos 2020

Comentários

Mais Lidas