Publicado: 06/06/2018 - 12:18 | Atualizado: 07/06/2018 - 11:08

Concurso TCE MG: SAIU edital com 39 postos de analista

As chances no concurso do TCE MG (Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais) são para candidatos de nível superior em diversas áreas

Salário de R$ 8,1 mil

Por JCConcursos - Patricia Lavezzo

Foi publicado o edital de abertura das inscrições do concurso público para o cargo de analista de controle externo do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCE MG). A seleção visa o provimento de 39 vagas, sendo quatro reservadas a pessoas com deficiência.

As ofertas estão distribuídas entre as especialidades de administração (2), ciências atuariais (2), ciências contábeis (14), ciência da computação (2), ciências econômicas (4), direito (10) e engenharia (5). Interessados devem possuir diploma de curso de nível superior na área específica a que pretende concorrer.

A remuneração inicial do analista de controle externo é de R$ 8.106,87, já incluso o auxílio-alimentação no valor de R$ 941, para jornada de trabalho de 30 horas semanais. Após o primeiro ano de efetivo exercício, o servidor será submetido a avaliação de desempenho, tendo direito a perceber adicional de desempenho, no montante de até R$ 3.500.

CURSO PARA CONCURSO TCE MG 2018 - ANALISTA DE CONTROLE EXTERNO

De acordo com o edital do concurso do TCE MG, os candidatos nomeados exercerão suas funções na sede do Tribunal de Contas, em Belo Horizonte, ou em unidades descentralizadas regionais que vierem a ser criadas, sem prejuízo da realização de auditorias e inspeções no âmbito do território estadual.

Como participar do concurso do TCE MG 2018

O processo de seleção será organizado e executado pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe). As inscrições serão recebidas no período das 10h do dia 6 de agosto às 18h do dia 4 de setembro, através do endereço eletrônico www.cespe.unb.br/concursos/tce_mg_18.

Será cobrada uma taxa de participação do concurso do TCE MG, no valor de R$ 140, e o seu pagamento deverá ser efetuado até a data limite de 5 de outubro, observado o horário de funcionamento da rede bancária.

Provas do concurso do TCE MG 2018

Todos os inscritos no concurso do TCE MG serão submetidos a duas avaliações: prova objetiva e prova discursiva, ambas de caráter eliminatório e classificatório. Elas serão aplicadas na cidade de Belo Horizonte/MG no dia 18 de novembro, em turnos distintos.

A prova objetiva será composta por 100 questões do tipo múltipla escolha que versarão sobre conhecimentos gerais (língua portuguesa), conhecimentos específicos e conhecimentos especializados.

Já a prova discursiva contará com duas questões, sendo uma sobre controle externo e uma acerca dos conhecimentos especializados de cada especialidade, a serem respondidas em até 60 linhas, cada uma. Serão avaliados: o domínio do conteúdo dos temas abordados, demonstração de conhecimento técnico aplicado; e o domínio da modalidade escrita da língua portuguesa.

Vídeos TCE

Mais Lidas

Mais Recentes

Atualizado: 12/06/2018 - 12:40

BACEN: novo CONCURSO é necessário para evitar defasagem

A solicitação de concurso do Banco Central conta com oportunidades para as carreiras de técnico, analista e procurador. Níveis médio e superior, com iniciais de até R$ 17,7 mil

990 vagas

Por JCConcursos - Camila Diodato

Aumenta cada vez mais a expectativa para que seja liberada a autorização para o novo concurso do Bacen (Central do Brasil, também conhecido BC ou BCB). Um pedido para o preenchimento de 990 vagas já foi encaminhado e está em análise.

Do total de oportunidades solicitadas pelo Bacen ao Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG), 800 se destinam à carreira de analista, 150 para técnico e 40 para procurador.

Um motivos para que seja realizado em breve o concurso do Banco Central é a sua grande defasagem de pessoal. No momento, existem mais de 2.000 postos vagos, sem contar com as futuras aposentadorias, ou seja, cerca de 36% do quadro de pessoal do Bacen não está preenchido. O déficit total é de 2.356 servidores, sendo 1.944 analistas, 289 técnicos e 123 procuradores - vale ressaltar que o número pode sofrer alterações a qualquer momento.

Em entrevista anterior ao JC, o presidente do Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central (Sinal), Dario Piffer, chegou a comentar que o BC não consegue atender a toda demanda e que “essa situação traz problemas de toda a ordem, sendo uma das áreas mais prejudicadas a da fiscalização; por conta disso, o Banco Central prioriza somente as demandas consideradas mais importantes".

 

Sobre os cargos do concurso do Bacen

 

A função de técnico se destina aos profissionais que concluíram o ensino médio e oferece salário inicial de R$ 6.463,44. Já os postos de analista de procurador aceitam candidatos com formação superior em diversas áreas de atuação - neste caso, os vencimentos correspondem a R$ 16.286,90 e a R$ 17.788,33, respectivamente.

Vale ressaltar que as remunerações já incluem o valor do benefício-alimentação, que equivale a R$ 458 mensais.

APOSTILAS BANCO CENTRAL - TÉCNICO DE SUPORTE ADMINISTRATIVO

CURSO ONLINE BANCO CENTRAL - PROCURADOR

 

Último concurso para técnico e analista do Bacen

 

Em 2013, o Banco Central promoveu seleção com 500 vagas destinadas aos cargos de técnico e analista. Na ocasião, a banca organizadora foi o Cespe/UnB e a remuneração inicial oscilou entre R$ 5.158,23 e R$ 14.289,24.

A carreira de técnico apresentou 100 oportunidades e estava dividida entre as áreas de suporte técnico-administrativo e segurança institucional. Para concorrer a este emprego o candidato precisou ter ensino médio completo.

Destinado a profissionais de nível superior, o cargo de analista (400) estava distribuído em seis áreas de conhecimentos: análise e desenvolvimento de sistemas, suporte à infraestrutura de tecnologia da informação, política econômica e monetária, contabilidade e finanças, infraestrutura e logística, e gestão e análise processual.

O processo seletivo constou de prova objetiva, teste discursivo e análise de títulos – este último apenas para analista. Depois, houve um programa de capacitação para os candidatos aprovados.

Para este concurso, os profissionais foram lotados em Brasília (DF), Belém (PA), São Paulo (SP), Salvador (BA) e Porto Alegre (RS).

 

Seleção anterior para procurador do Bacen

 

O Banco Central publicou em agosto de 2013 um edital com 15 oportunidades para a função de procurador. Do total de ofertas, 14 foram para Brasília e uma para Belém.

Também sob a organização do Cespe/UnB, o processo seletivo avaliou os concursandos por meio de teste objetivo, inscrição definitiva, provas discursivas, exame oral e análise de títulos.

Continuar lendo

Atualizado: 12/06/2018 - 12:05

Instituto Rio Branco: PUBLICADA portaria do concurso

Edital do novo concurso está previsto para ser publicado nos próximos dias. Seleção contará com oferta de 26 vagas, destinadas a quem possui nível superior em qualquer área

Inicial de R$ 17,9 mil

Por JCConcursos - Fernando Cezar Alves

O Ministério das Relações Exteriores (MRE) divulgou, por meio de publicação em diário oficial, nesta terça-feira, 12 de junho, a portaria 447, que define as regras para a realização do  novo concurso para a carreira de diplomata do Instituto Rio Branco. Agora, a liberação do edital depende apenas da confirmação da banca organizadora, que deve ser anunciada nos próximos dias, uma vez que a intenção é iniciar o certame ainda em junho. Embora normamente os concursos para a carreira contem com uma oferta de 30 vagas, a portaria determina que este ano a seleção contará com um quantitativo um pouco menor, sendo oferecidas 26 oportunidades. Além disso, também reduz o prazo entre a publicação do edital e a aplicação das provas, que normalmente era de 90 e passou a ser de 45 dias.

`Para concorrer é necessário possuir formação de nível superior em qualquer área de formação. A remuneração inicial da carreira é de R$ 17.393,40, já considerando R$ 458 de auxílio-alimentação.

Normalmente, os concursos para a carreira contam com reserva de 20% das vagas para candidatos negros e pessoas com deficiência.

A portaria confirma que a seleção seguirá os mesmos parâmetros do último concurso para a carreira, realizado em 2017, com um total de três fases, contando com provas objetivas na primeira e mais duas provas discursivas.

A prova objetiva constou de 73 questões, versando sobre língua portuguesa, língua inglesa, história do Brasil, história mundial, política internacional, geografia, noções de economia e noções de direito; e direito internacional público. Estas disciplinas já estão confirmadas para a nova seleção.

CURSO PARA O CONCURSO MRE 2018 - DIPLOMATA

A portaria determina, ainda, que a primeira prova discursiva cobrará conhecimentos de língua portuguesa e língua inglesa e na segunda, sobre história do Brasil; política internacional e geografia; noções de economia; noções de direito; e direito internacional público, além de língua espanhola e língua francesa.

A prova objetiva do último concurso foi aplicada nas capitais dos 26 estados e no Distrito Federal. Para a segunda e terceira fase foram convocados os 300 primeiros colocados, sendo 225 da ampla concorrência, 60 negros e 15 portadores de deficiência.


Os aprovados em todas as etapas são submetidos a exames pré-admissionais e perícia médica.

 

Continuar lendo

Atualizado: 12/06/2018 - 11:31

Concurso em Maria da Fé MG reúne 36 oportunidades

Com vagas para diversos cargos, concurso da Prefeitura de Maria da Fé receberá inscrições até o dia 22 de junho

Todos os níveis

Por JCConcursos - Patricia Lavezzo

No Estado de Minas Gerais, o município de Maria da Fé está com inscrições abertas em três editais de concurso público, que somam 36 vagas. Oportunidades são para candidatos de todos os níveis de escolaridade.

Para ensino fundamental, as chances são para as funções de agente administrativo (1 vaga), operário (1), agente comunitário de saúde (12) e motorista (1). Os salários iniciais osculam entre R$ 954 e R$ 1.147,59.

Quem tem o ensino médio pode se inscrever para os cargos de monitor de creche (3) e assistente administrativo (1), cujos respectivos vencimentos são de R$ 1.084,68 e R$ 954. 

Nível superior é requisito para os postos de assistente social (2), educador físico (2), farmacêutico (1), fisioterapeuta (2), fonoaudiólogo (1), médico (5), nutricionista (1), psicólogo (2) e terapeuta ocupacional (1). As remunerações partem de R$ 1.500 e chegam a R$ 9.700. 

Para participar basta preencher o formulário de inscrição no endereço eletrônico www.w2consultores.com.br e efetuar o pagamento da taxa de participação, que varia de R$ 40 a R$ 120 conforme o cargo pleiteado. O prazo será encerrado no dia 22 de junho. 

 

Provas do concurso da Prefeitura de Maria da Fé MG

 

A primeira etapa a ser disputada pelos candidatos será a prova objetiva de múltipla escolha. Ela versará sobre as disciplinas de português, matemática, conhecimentos gerais e/ou conhecimentos específicos. 

A avaliação será aplicada na cidade de Maria da Fé/MG no dia 8 de julho, em locais e horários a serem comunicados no edital de convocação, a ser publicado em momento oportuno. 

O concurso da Prefeitura de Maria da Fé ainda será constituído das seguintes etapas: prova prática para os empregos de agente administrativo, operário e assistente administrativo; e análise de títulos para nível superior. 

Continuar lendo

Atualizado: 12/06/2018 - 09:52

Concurso IPHAN: SAIU edital para 411 vagas

Com inscrições a partir de 18 de junho, concurso do Iphan preencherá postos em cargos auxiliar, técnico e analista. Salários chegam a R$ 5,4 mil

Níveis médio e superior

Por JCConcursos - Samuel Peressin

Foi divulgado nesta terça-feira (12) o edital do novo concurso do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). A seleção preencherá 411 vagas distribuídas em todo o Brasil, além de formar cadastro reserva.  


O processo seletivo oferece 131 postos para auxiliar institucional (R$ 3.877,97), 176 para técnico (R$ 5.493,29) e 104 para analista (R$ 5.493,29). A primeira posição requer ensino médio completo, enquanto as demais cobram formação superior. Os valores já incluem o auxílio-alimentação de R$ 458.

 

As oportunidades estão distribuídas entre a sede do órgão, em Brasília, e superintendências/escritórios técnicos em todos os Estados brasileiros. Para São Paulo, foram disponibilizados 18 postos.  

 

CURSO ONLINE CONCURSO IPHAN 2018 - TÉCNICO E ANALISTA
APOSTILAS CONCURSO IPHAN 2018 - CARGOS DE NÍVEIS MÉDIO E SUPERIOR


As inscrições para o concurso do Iphan abrem às 10h de 18 de junho e se encerram às 18h de 9 de julho, por meio do site http://www.cespe.unb.br/concursos. As taxas custam R$ 84 (nível médio) e R$ 117 (superior). 

 

Concurso Iphan: distribuição das vagas por área de formação


Parte das chances para auxiliar institucional é destinada a candidatos que possuem, além de segundo grau, formação técnica em conservação e restauração de bens culturais móveis; edificações; e agronomia ou jardinagem.  

 

As oportunidades para técnico no concurso do Iphan atendem profissionais formados em ciências sociais ou antropologia; arqueologia; arquitetura e urbanismo; arquivologia; biblioteconomia; ciências biológicas; engenharia agronômica; engenharia civil; história; e educação, pedagogia ou ciências humanas. 

 

Já para analista, as opções são voltadas a participantes com graduação em qualquer área; comunicação social, jornalismo ou relações públicas; engenharia cartográfica, geografia ou geociências; e relações internacionais.

Sobre as provas do concurso do Iphan 2018


O processo seletivo envolverá provas objetiva e discursiva para todos os cargos, com aplicação prevista para 26 de agosto, nas capitais dos 26 Estados, além do Distrito Federal.

 

A primeira avaliação trará 120 questões de múltipla escolha, enquanto a segunda cobrará a elaboração de um texto dissertativo com até 30 linhas abordando tema da atualidade. 

 

O conteúdo programático inclui conhecimentos básicos (língua portuguesa, fundamentos da preservação do patrimônio cultura, noções de gestão/administração pública e atualidades) e específicos.

 

Haverá também análise de títulos para funções de nível superior, em período a ser definido. Os candidatos convocados poderão apresentar diplomas de especialização, mestrado e doutorado, bem como documentos que comprovem experiência profissional nos setores público e privado. 


De acordo com o edital, o concurso do Iphan terá validade de dois anos, prorrogável por mais dois, a critério da instituição. 

 

Atribuições do auxiliar institucional no concurso do Iphan

 

Desenvolver atividades de nível intermediário de suporte às áreas administrativa e finalística, que compreendam a execução de atividades rotineiras de cunho administrativo e logístico; dar suporte às atividades que compõem o ciclo de gestão documental; dar suporte à análise, diagnóstico e intervenção em bens culturais móveis; dar apoio às atividades técnicas relativas à elaboração e análise de projetos e orçamentos e fiscalização de obras; dar suporte às atividades de fiscalização; realizar atividades de conservação e manutenção dos jardins históricos sob a gestão do Iphan; e outras atividades compatíveis com as atribuições profissionais e competências institucionais.

 

Concurso Iphan 2018: atribuições do técnico

 

Desenvolver atividades de nível superior, de complexidade e responsabilidade elevadas, que compreendam elaborar estudos, análises, pareceres, laudos, notas, relatórios e avaliações técnicas para instrução e acompanhamento de processos relativos à salvaguarda e à preservação do patrimônio cultural; avaliar o impacto ao patrimônio cultural em projetos e empreendimentos, inclusive no âmbito do licenciamento ambiental; realizar vistorias, levantamentos e avaliações de campo; acompanhar e se manifestar em processos relacionados a políticas intersetoriais e temáticas transversais ao patrimônio cultural; desenvolver e participar das atividades de articulação e mobilização social necessárias às ações institucionais; integrar conselhos representativos, comissões, grupos e equipes de trabalho de interesse da administração; elaborar e analisar orçamentos; acompanhar e fiscalizar intervenções e(ou) serviços; realizar intervenções conservativas e(ou) restaurativas de bens culturais e acervos sob a gestão do Iphan; elaborar termos de referência, projetos e editais; fiscalizar contratos, convênios e instrumentos congêneres e outras atividades compatíveis com as atribuições profissionais e competências institucionais.

 

Atribuições do analista no concurso do Iphan


Desenvolver atividades de nível superior, de complexidade e responsabilidade elevadas que compreendam o assessoramento especializado voltado para a gestão dos processos relativos à salvaguarda e à preservação do patrimônio cultural; acompanhar e se manifestar em processos relacionados a políticas intersetoriais e temáticas transversais ao patrimônio cultural; desenvolver e participar das atividades de articulação e mobilização social necessárias às ações institucionais; participar em conselhos representativos, comissões, grupos e equipes de trabalho de interesse da administração; elaborar e analisar orçamentos; executar atividades de gestão administrativa, orçamentária e financeira; acompanhar e fiscalizar projetos e(ou) serviços; elaborar termos de referência, projetos e editais; fiscalizar contratos, convênios e instrumentos congêneres; e outras atividades compatíveis com as atribuições profissionais e competências institucionais.

 

Conteúdo programático parcial para o concurso do Iphan

 

Língua portuguesa - 1 Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados. 2 Reconhecimento de tipos e gêneros textuais. 3 Domínio da ortografia oficial. 4 Domínio dos mecanismos de coesão textual. 4.1 Emprego de elementos de referenciação, substituição e repetição, de conectores e de outros elementos de sequenciação textual. 4.2 Emprego de tempos e modos verbais. 5 Domínio da estrutura morfossintática do período. 5.1 Emprego das classes de palavras. 5.2 Relações de coordenação entre orações e entre termos da oração. 5.3 Relações de subordinação entre orações e entre termos da oração. 5.4 Emprego dos sinais de pontuação. 5.5 Concordância verbal e nominal. 5.6 Regência verbal e nominal. 5.7 Emprego do sinal indicativo de crase. 5.8 Colocação dos pronomes átonos. 6 Reescrita de frases e parágrafos do texto. 6.1 Significação das palavras. 6.2 Substituição de palavras ou de trechos de texto. 6.3 Reorganização da estrutura de orações e de períodos do texto. 6.4 Reescrita de textos de diferentes gêneros e níveis de formalidade.

 

Fundamentos da preservação do patrimônio cultura - Noções sobre história política, econômica e social do Brasil. 1.1 Noções sobre história e institucionalização do patrimônio cultural no Brasil e no mundo, com ênfase na trajetória do IPHAN. 2 Marcos internacionais da preservação: Convenção relativa à Proteção do Patrimônio Mundial, Cultural e Natural (1972); Convenção para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial (2003). 3 Legislação brasileira sobre preservação de bens culturais. 3.1 Constituição Federal (artigos 20, 23, 24, 30, 215 e 216). 3.2 Decreto-Lei nº 25/1937, e suas alterações. 3.3 Lei nº 3.924/1961. 3.4 Lei nº 11.483/2007, e suas alterações (art. 9º). 3.5 Decreto nº 3.551/2000. 3.6 Decreto nº 9.238/2017. 4 Legislação aplicada ao patrimônio cultural. 4.1 Portaria IPHAN nº 187/2010; Portaria IPHAN nº 420/2010; Portaria IPHAN nº 127/2009; Portaria IPHAN nº 137/2016.

 

Noções de gestão e administração pública - 2.1 Princípios e normas referentes à administração direta e indireta. 2.2 Lei nº 8.666/1993, e suas alterações (Licitações e contratos administrativos). 3 Legislação administrativa. 3.1 Lei nº 8.112/1990, e suas alterações. 3.2 Lei nº 9.784/1999, e suas alterações (Processo Administrativo). 3.3 Lei nº 12.527/2011 (Lei de acesso à informação). 3.4 Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal, instituído pelo Decreto nº 1.171/1994, e suas alterações. 4 Gestão de pessoas no setor público. 4 Gestão de processos. 4.1 Conceitos da abordagem por processos. 4.2 Técnicas de mapeamento, análise e melhoria de processos.

 

Atualidades - (somente para a prova discursiva): 1 Tópicos atuais e relevantes de diversas áreas, tais como: política, economia, sociedade, educação, cultura, desenvolvimento sustentável e meio ambiente, relacionados ao patrimônio cultural.

 

Confira o conteúdo programático completo para o concurso do Iphan 2018

Continuar lendo

Atualizado: 08/06/2018 - 15:55

Prefeitura de Ervália MG divulga concurso com 181 vagas

Oportunidades no concurso da Prefeitura Municipal de Ervália são para candidatos de todos os níveis escolares. Inscrições serão recebidas entre 13 de agosto e 13 de setembro

Vários cargos

Por JCConcursos - Patricia Lavezzo

No Estado de Minas Gerais, a Prefeitura Municipal de Ervália publicou um novo edital de concurso público para preenchimento de 181 vagas de todos os níveis de escolaridade. Os candidatos serão avaliados por meio de prova objetiva, prática e de títulos. 

Para ensino fundamental, as chances são para as funções de ajudante de serviços gerais (30), auxiliar de serviços gerais (2), calceteiro (2), coveiro (1), gari (15), motorista de ambulância (4), motorista de veículo leve (5), motorista de veículo médio (3), operador de trator agrícola (1), operário (12), pedreiro (2), vigia noturno (4), atendente de fisioterapia (1) e telefonista (1).

Quem tem o ensino médio e/ou curso técnico está apto às carreiras de atendente de consultório médico odontológico (2), auxiliar de biblioteca (1), auxiliar de farmácia (4), auxiliar de laboratório (1), auxiliar de secretaria (5), controlador geral de veículos (1), fiscal municipal (1), almoxarife (1) e técnico de enfermagem (2).

Nível superior é requisito para os cargos de assistente social (6), bioquímico (1), enfermeiro (2), farmacêutico (3), fisioterapeuta (2), fonoaudiólogo (1), médico veterinário (1), monitor de educação infantil/creche (10), nutricionista (2), odontólogo (1), oficial de gabinete (1), orientador educacional (2), professor docente educação fundamental (30), professor de educação física (5), professor de educação infantil (10), psicólogo (2) e supervisor educacional (1). 

Os salários iniciais oferecidos pela Prefeitura de Ervália oscilam entre R$ 954 e R$ 2.000. 

 

Etapas do concurso da Prefeitura de Ervália MG

 

A empresa responsável pela execução da seleção é a Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa - Fundep. As inscrições serão recebidas no período das 9h do dia 13 de agosto às 20h de 13 de setembro, por meio do endereço eletrônico www.gestaodeconcursos.com.br. Os valores da taxa de participação são de R$ 50 para ensino fundamental, R$ 80 para nível médio/técnico e R$ 110 para formação superior. 

O concurso da Prefeitura de Ervália será constituído das seguintes fases: prova objetiva para todos os cargos, de caráter eliminatório e classificatório; prova prática para calceteiro e operador de trator agrícola, eliminatória e classificatória; e análise de títulos para nível superior, exceto para oficial de gabinete, unicamente classificatória. 

A prova objetiva será composta por questões de múltipla escolha que versarão sobre as disciplinas de língua portuguesa, matemática, atualidades, conhecimentos de informática, legislação municipal e/ou conhecimentos específicos.  

O exame terá duração máxima de três horas e será aplicado no município de Ervália/MG no dia 21 de outubro, em locais e horários a serem divulgados nos sites da Fundep e da prefeitura (www.ervalia.mg.gov.br) com antecedência mínima de 10 dias ininterruptos.

Continuar lendo

Atualizado: 07/06/2018 - 12:07

Receita Federal: órgão aguarda aval para 2.083 vagas

Oportunidades solicitadas ao Ministério do Planejamento são para as carreiras de auditor-fiscal e analista tributário. Iniciais do concurso da Receita serão de até R$ 16,2 mil

Alta defasagem de pessoal

Por JCConcursos - Camila Diodato

Aumenta cada vez mais a expectativa para que seja realizado, ainda em 2018, o novo concurso da Receita Federal do Brasil (RFB). Devido à sua grande defasagem de pessoal, o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) não deve demorar para liberar autorização com 2.083 vagas.

O quadro de pessoal do órgão está cada vez mais mais crítico e a cada novo levantamento cresce o número de postos vagos na RFB. A tendência é que a quantidade de servidores fique cada vez mais escassa, caso uma nova seleção não ocorra.

APOSTILAS CONCURSO DA RECEITA FEDERAL 2018 - AUDITOR

CURSO ONLINE PARA RECEITA FEDERAL 2018 - AUDITOR FISCAL

Último levantamento, de dezembro de 2017, aponta que a Receita Federal tem 20.830 postos em aberto, número em constante crescimento. Do déficit de servidores, 10.922 são de auditores e 9.908 de analista. A situação pode ficar mais crítica, ainda mais que cerca de 20% do pessoal já está apto a se aposentar.

Pedido do concurso da Receita Federal 2018

Em maio de 2017, o Ministério da Fazenda encaminhou ao Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) pedido para que sejam liberadas à Receita Federal 2.083 oportunidades para auditor-fiscal e analista tributário.

Do total de ofertas requeridas para o concurso da Receita Federal, 630 são para auditor e 1.453 para analista. Ambas as carreiras aceitam profissionais com formação superior completa em diversas áreas de atuação. A remuneração inicial corresponde a R$ 16.201,64 e a R$ 9.714,42, respectivamente, já incluindo o vale-alimentação de R$ 458.

Veja também: simulado completo para o concurso da Receita 2018

Concurso para a área administrativa

Outra seleção aguardada é a que contempla 400 vagas para os cargos de assistente-técnico administrativo e analista administrativo, com lotação no quadro de pessoal da Receita Federal. Vale ressaltar que o lançamento do edital, assim que autorizado pelo MPDG, é feito pelo Ministério da Fazenda, que depois distribui as oportunidades para o seu quadro e o da RFB.

Para concorrer a assistente é necessário possuir ensino médio, sendo que o salário inicial, atualizado, é de R$ 4.137,97, considerando o vale-alimentação de R$ 458. Já a função de analista administrativo pede nível superior e oferece vencimento de R$ 5.490,09, incluindo o benefício.
Ads

Receita Federal solicita 2.083 vagas

Essa é sua chance. São mais de 2 mil oportunidades com remuneração de até R$ 20.123. A Central de Concursos vai ajudar você a garantir sua vaga e reescrever sua carreira. Confira.

Uma vez autorizado, o concurso contará com uma grande parte das vagas destinada para o Estado de São Paulo, por não ter sido contemplado na última seleção para os cargos administrativos.

Preparação para o concurso da Receita Federal 2018

Por ser considerado um dos concursos mais concorridos do Brasil, já que soma milhares de concorrentes, quem deseja conquistar um posto na RFB deve iniciar os estudos com antecedência. Em entrevista anterior ao JC, o auditor-fiscal da Receita Federal e ex-presidente do Sindifisco Nacional (Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil), Pedro Delarue, comentou que “as provas são disputadíssimas e as pessoas que estão estudando estão super preparadas, então, é necessário estudar bastante, já que há uma grande variedade de temas”.

Uma opção para se preparar para a seleção é analisar o conteúdo programático e as avaliações dos processos seletivos anteriores. 

Último concurso da Receita Federal

No caso de assistente técnico-administrativo, o concurso anterior ocorreu em 2014, sendo organizado pela Escola de Administração Fazendária (Esaf). A prova contou com 70 questões, sendo 50 de conhecimentos básicos e 20 de conhecimentos específicos. Em conhecimentos básicos foram 20 de língua portuguesa, dez de matemática e raciocínio lógico, dez de conhecimentos de informática e dez de atualidades. Em conhecimentos específicos, cinco de gestão de pessoas e atendimento ao público, cinco de ética do servidor na administração pública, cinco de administração pública brasileira e cinco do regime jurídico dos agentes públicos. Informática e atualidades contaram com peso um e as demais disciplinas, com peso dois.  

Prepare-se para o concurso Receita Federal

PROVA ANTERIOR RFB

Para analista técnico administrativo, a última seleção foi em 2013, também organizada pela Esaf. O cargo contou com duas provas, sendo a primeira com 65 questões de conhecimentos básicos e a segunda com 50 de conhecimentos específicos. Em conhecimentos gerais foram 15 de língua portuguesa, dez de atualidades, dez de raciocínio lógico quantitativo, dez de direito constitucional dez de direito administrativo e dez de informática básica. Língua portuguesa e conhecimentos específicos tiveram peso dois, enquanto as demais disciplinas contaram com peso um. Além disso, os candidatos foram submetidos a uma prova discursiva.

Saiba mais sobre o concurso da Receita Federal 2018


Continuar lendo

Atualizado: 07/06/2018 - 11:40

AGU: pedido de concurso tem 12 avanços em um dia

Embora a AGU tenha confirmado aval do ministério para o preenchimento de 100 oportunidades, o processo ainda tramita internamente no órgão

 Níveis médio e superior

Por JCConcursos - Fernando Cezar Alves

O pedido de autorização do novo concurso público 2018 da Advocacia Geral da União (AGU) contou com doze avanços no  Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) somente na última quarta-feira, 6 de junho. Mesmo na manhã de hoje, dia 7, o processo já teve mais um movimento interno no órgão, quando foi recebido para análise na Coordenação Geral de Despesas de Pessoal e Sentenças.A expectativa é de que a seleção seja finalmente autorizada pelo MPDG no decorrer das próximas semanas.

Na quarta-feira, dia 6, o processo saiu da Divisão de Concursos Públicos e teve diversas passagens pela Secretaria de Orçamento Federal, gabinete do ministro, Secretaria Adjunta de Assuntos Fiscais, Coordenação Geral de Despesas de Pessoal e Sentenças, para onde retornou, nesta quinta, e Secretaria Adjunta de Assuntos Fiscais.   O pedido encaminhado pelo órgão é de 1.364 vagas. Porém, em julho de 2017, a AGU chegou a anunciar, por meio de sua assessoria de imprensa, que a seleção já havia sido autorizada pelo MPDG, para o preenchimento de 100 oportunidades. No entanto, a autorização não chegou a ser efetivamente publicada em diário oficial na ocasião e processo do pedido continua tramitando internamente no ministério.   “A realização deste concurso é um passo importante no processo de fortalecimento do quadro de servidores da AGU. Todos nós sabemos que as vitórias obtidas pela nossa instituição somente serão possíveis graças, também, à incansável dedicação diária de nossos servidores”, disse, quando do envio do pedido do concurso, a advogada-geral da União, ministra Grace Mendonça.   De acordo com informações da assessoria de imprensa da AGU, a seleção contará com oportunidades de níveis médio e superior, mas a distribuição por escolaridade ainda será confirmada. Mas já está certo que serão para áreas de apoio às carreiras jurídicas do órgão.    As remunerações iniciais, já confirmadas, serão de R$ 4.100 para cargos com exigência de ensino médio e R$ 6.200 para aqueles com exigência de nível superior, considerando vencimentos básicos e gratificações.

 

Cargos solicitados pela AGU

  Embora a distribuição das vagas imediatas e cadastros ainda não tenha sido confirmada, a expectativa é de que sejam para as carreiras do pedido de 1.364 postos encaminhado ao Ministério do Planejamento. Do total solicitado, 782 foram para cargos de ensino médio e 582 para nível superior.   Para ensino médio, o pedido foi para os cargos de assistente técnico administrativo (com 349 vagas) e técnico em contabilidade (433). Desta forma, a expectativa é de que as duas carreiras constem na nova seleção, embora com oferta menor de vagas.   Para nível superior, o pedido foi para os cargos de administrador (170), analista de sistemas (38), analista técnico administrativo (20), arquivista (17), bibliotecário (18), engenheiro (15), contador (258), estatístico (16), médico (9), técnico em assuntos educacionais (10) e técnico em comunicação social (11).   

Novas vagas

  Vale ressaltar que tramita na Câmara dos Deputados o projeto de lei 6788/17, que cria mais 3.000 vagas no órgão, sendo 2.000 para o cargo de analista técnico de apoio à atividade jurídica e 1.000 para técnico de apoio à atividade jurídica.   Para técnico, para concorrer será exigido apenas ensino médio, com inicial de R$ 4.669,35, com gratificações. Para analistas, nível superior, com inicial de R$ 6.985,34.  

Mais informações sobre este projeto podem ser obtidas aqui

 

Concurso Anterior

O último concurso da AGU para cargos da área de apoio operacional ocorreu em 2014, quando foram oferecidas 100 oportunidades, para preenchimento para a sede, em Brasília, bem como para a Secretaria de Portos da Presidência da República (SEP/PR), pelo regime jurídico únicos dos servidores civis da união, autarquias e fundações públicas federais.

Para o quadro de nível superior da AGU foram oferecidas oportunidades para os cargos de analista de sistemas (10 postos), analista técnico administrativo (34), bibliotecário com registro profissional (3) e técnico em comunicação social (3). Para quem possui formação técnica, a oferta foi de dez vagas para a carreira de técnico em contabilidade.

Já na Secretaria dos Portos, para nível médio foram dez vagas para agente administrativo e sete para técnico em contabilidade. Para nível superior, a oferta foi para os cargos de administrador (4), analista técnico administrativo (15), contador (2) e economista (2).

A banca organizadora do concurso, na ocasião, foi o Idecan.

Antes disso, a seleção anterior para a área técnica ocorreu em 2006, quando foram registrados 25 mil inscritos para a oferta de 336 vagas, somente para candidatos de nível superior, para os cargos de administrador, contador, economista e engenheiro. Neste caso, a banca organizadora foi o Núcleo de Computação Eletrônica da Universidade do Rio de Janeiro (NCE/UFRJ).

 

concurso-AGU

 

Sobre a AGU

Cabe à Advocacia Geral da União representar a União, judicial e extrajudicialmente, cabendo-lhe, nos termos da lei complementar que dispuser sobre sua organização e funcionamento, as atividades de consultoria e assessoramento jurídico do Poder Executivo. Em termos de representação judicial, sua atividade é exercida em defesa dos interesses dos referidos entes nas ações judiciais em que a União figura como autora, ré ou, ainda, terceira interessada. A representação extrajudicial é exercida perante entidades não vinculadas à justiça, como órgãos administrativos da própria união, estados ou municípios.

Atualizado: 07/06/2018 - 09:55

Borda da Mata MG: concurso com vaga para nível superior

Oferta no concurso da Câmara Municipal de Borda da Mata é de uma vaga para o cargo de procurador legislativo, cujo inicial é de R$ 3,3 mil

Até 14 de junho

Por JCConcursos - Patricia Lavezzo

Ainda dá tempo de participar do concurso público da Câmara Municipal de Borda da Mata, localizada no Estado de Minas Gerais. A seleção visa o provimento de uma vaga para o cargo de procurador legislativo.

 

Para ingressar na carreira é necessário possuir nível superior em direito e registro há mais de um ano na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). O salário inicial é de R$ 3.392,10 para carga horária semanal de 20 horas.

 

Interessados devem se inscrever no endereço eletrônico da JCM - Consultoria Municipal (www.jcmconcursos.com.br), banca organizadora do processo de seleção. A ficha cadastral estará disponível no site até o dia 14 de junho. O valor da taxa de participação é de R$ 150.

 

Todos os inscritos no concurso da Câmara de Borda da Mata serão avaliados por meio de uma única etapa: prova objetiva. Ela será composta por 40 questões de múltipla escolha, sendo dez de português (peso 3), dez de raciocínio lógico (peso 2), dez de informática (peso 2) e dez de conhecimentos específicos (peso 3).

 

A avaliação terá duração máxima de três horas e será aplicada no município de Borda da Mata/MG no dia 29 de julho, em locais e horários a serem comunicados no edital de convocação, a ser divulgado em momento oportuno.

 

 

Atribuições do procurador legislativo da Câmara de Borda da Mata

 

 

Representar judicial e extrajudicialmente a câmara municipal, e realizar a defesa ativa ou passiva dos atos e prerrogativas da casa, da mesa diretora ou e seus membros; assessorar, manifestando por meio de parecer escrito quando desta forma for solicitado, o presidente, a mesa diretora, as comissões e os vereadores na análise e elaboração de projetos de lei, resoluções, decretos legislativos, contratos e outros documentos de natureza jurídica de interesse da câmara; elaborar minutas de projetos de leis, decretos legislativos e resoluções, de competência originária da câmara, por solicitação do presidente, dos membros da mesa diretora ou de qualquer vereador; elaborar notas, informações, estudos jurídicos, pareceres e mensagens ou qualquer documento jurídico ou literário referentes a casos concretos, por solicitação do presidente, da mesa diretora ou de qualquer vereador; preparar as informações solicitadas por autoridades competentes, relativas a processos judiciais ou administrativos de interesse da câmara municipal e pronunciar-se sobre a legalidade de procedimentos; administrativos disciplinares; fazer pronunciamento sobre providências de natureza jurídica de interesse público e aconselhadas pela legislação; prestar, quando solicitado, assessoria jurídica e consultoria ao presidente e à mesa diretora no controle interno da legalidade dos atos administrativos a serem por ele praticados; acompanhar questões de natureza jurídica de interesse da câmara municipal junto a órgãos municipais, estaduais e federais; examinar decisões judiciais e orientar o presidente quanto ao seu cumprimento; realizar manutenção de arquivo atualizado das leis municipais, disponível para consulta dos vereadores e dos cidadãos.

Atualizado: 06/06/2018 - 15:33

Câmara de Carrancas MG: concurso com inscrições abertas

A participação no concurso da Câmara Municipal de Carrancas deverá ser garantida até o dia 15 de junho

Todos os níveis

Por JCConcursos - Patricia Lavezzo

Ainda dá tempo de participar do concurso público da Câmara Municipal de Carrancas, situada no Estado de Minas Gerais. Oportunidade é de quatro vagas para cargos de ensinos fundamental, médio e superior.

 

Candidatos que têm diploma de conclusão de curso de ensino fundamental podem se inscrever para a função de auxiliar de serviços gerais (1 vaga), cujo salário inicial é de R$ 937.

 

Já para quem concluiu o ensino médio, a chance é para o cargo de assistente legislativo (1). O vencimento é de R$ 1.615.

 

Nível superior é requisito para os postos de advogado (1) e contador (1). As respectivas remunerações são de R$ 2.590,82 e R$ 2.389,35.

 

As inscrições serão recebidas até o dia 15 de junho, por meio do endereço eletrônico www.jcmconcursos.com.br. Os valores da taxa de participação variam de R$ 50 a R$ 130 conforme o cargo pleiteado.

 

O concurso da Câmara de Carrancas será constituído de uma única etapa: prova objetiva. Ela será composta por questões de múltipla escolha que versarão sobre as matérias de português, raciocínio lógico, informática, legislação municipal e/ou conhecimentos específicos.

 

A avaliação será aplicada no município de Carrancas/MG no dia 5 de agosto, em locais e horários a serem comunicados no edital de convocação, a ser divulgado em momento oportuno.

 

 

Atribuições do assistente legislativo da Câmara de Carrancas MG

 

 

Examinar processos e papéis avulsos e dar informações sumárias; preencher guias, requisições, conhecimentos e outros impressos; selecionar, classificar e arquivar documentos; confeccionar as atas das reuniões plenárias, ordinárias, extraordinárias e solenes; confeccionar as atas das reuniões de comissões permanentes ou especiais; conferir serviços executados na unidade; fazer pesquisas e levantamentos de dados destinados a instruir processos, organizar quadros demonstrativos, relatórios, balancetes e estudos diversos; participar de trabalhos relacionados com a organização de serviços de escritório que envolvam conhecimento das atribuições da unidade; executar trabalhos de digitação e similar; participar de comissões diversas; executar atividades relativas ao serviço de protocolo da câmara municipal; realizar atividades de recepcionista; operar máquinas fotocopiadoras; operar equipamentos de áudio e vídeo, inclusive nas sessões do legislativo; manter controle de estoque, entradas e saídas de materiais; realizar tarefas auxiliares nas diversas áreas do serviço público; atender ao público com presteza, eficiência e cordialidade; prestar informações simples, anotando recados, recebendo correspondências e efetuando encaminhamentos aos setores pertinentes; receber e enviar mercadorias e documentos oficiais; executar os serviços de correios da câmara municipal; dominar as competências de cada setor administrativo da câmara municipal, como forma de dinamizar o direcionamento nos assuntos que exigirem a manifestação do respectivo setor; orientar o público sobre o horário de funcionamento dos diversos setores da câmara municipal; atender às determinações do presidente da câmara municipal, de seu substituto legal e do administrador ou diretor; executar gravações em áudio e vídeo, a fim de preparar o material para divulgação dos eventos; solicitar, previamente, o material necessário ao bom andamento do seu trabalho; exercer outras atribuições que lhe forem conferidas ou delegadas.

Atualizado: 06/06/2018 - 14:36

Prefeitura de Jaguaraçu MG oferece 27 vagas em concurso

Oportunidades no concurso da Prefeitura de Jaguaraçu atendem candidatos alfabetizados e de níveis médio e superior de ensino. Inscrições começam em 11 de junho

Salários até R$ 11,5 mil

Por JCConcursos - Samuel Peressin

A Prefeitura de Jaguaraçu, no interior de Minas Gerais, divulgou edital de processo seletivo para contratação temporária de 27 servidores. Os salários vão de R$ 954 a R$ 11.500.

 

Profissionais alfabetizados têm chances como auxiliar de serviços gerais (1 posto) e porteiro (1).

 

Ensino médio é requisito para agente comunitário de saúde (7), agente de endemias (2), auxiliar administrativo (1), entrevistador digitador do Bolsa Família (1) e técnico de enfermagem (1), função que também requer formação técnica.

 

Há oportunidades de nível superior no concurso da Prefeitura de Jaguaraçu para assistente social (2), educador físico (1), enfermeiro (1), fisioterapeuta (1), médico PSF (1), psiquiatra (1), veterinário (1), nutricionista (1), odontólogo (1), psicólogo (2) e terapeuta ocupacional (1).

 

Com taxas entre R$ 38 e R$ 200, as inscrições poderão ser registradas de 11 a 22 de junho, mediante o preenchimento de formulário disponível no site da banca MB Gestão Pública (www.maximaauditores.com.br). 

 

Concurso Prefeitura Jaguaraçu: avaliação e vigência

 

Os candidatos serão avaliados em etapa única, por meio de prova objetiva marcada para 8 de julho. O exame cobrará a resolução de 40 questões de múltipla escolha.

 

De acordo com o edital, o concurso da Prefeitura de Jaguaraçu terá validade de dois anos, prorrogável por mais dois, a critério do governo municipal.

 

Atribuições do agente comunitário de saúde no concurso da Prefeitura de Jaguaraçu

 

Trabalhar com adscrição de famílias em base geográfica definida, a microárea; Cadastrar todas as pessoas de sua microárea e manter os cadastros atualizados; Orientar as famílias quanto à utilização dos serviços de saúde disponíveis; Realizar atividades programadas e de atenção à demanda espontânea; Acompanhar, por meio de visita domiciliar, todas as famílias e indivíduos sob sua responsabilidade. As visitas deverão ser programadas em conjunto com a equipe, considerando os critérios de risco e vulnerabilidade de modo que famílias com maior necessidade sejam visitadas mais vezes, mantendo como referência a média de 1 (uma) visita/família/mês; Desenvolver ações que busquem a integração entre a equipe de saúde e a população adscrita à UBS, considerando as características e as finalidades do trabalho de acompanhamento de indivíduos e grupos sociais ou coletividade; Desenvolver atividades de promoção da saúde, de prevenção das doenças e agravos e de vigilância à saúde, por meio de visitas domiciliares e de ações educativas individuais e coletivas nos domicílios e na comunidade, como por exemplo, combate à dengue, malária, leishmaniose, entre outras, mantendo a equipe informada, principalmente a respeito das situações de risco; estar em contato permanente com as famílias, desenvolvendo ações educativas, visando à promoção da saúde, à prevenção das doenças, e ao acompanhamento das pessoas com problemas de saúde, bem como ao acompanhamento das condicionalidades do Programa Bolsa Família ou de qualquer outro programa similar de transferência de renda e enfrentamento de vulnerabilidades implantado pelo Governo Federal, estadual e municipal de acordo com o planejamento da equipe. Ocorrendo situação de surtos e epidemias, executar em conjunto com o agente de endemias ações de controle de doenças, utilizando as medidas de controle adequadas, manejo ambiental e outras ações de manejo integrado de vetores, de acordo com decisão da gestão municipal. É permitido ao ACS desenvolver outras atividades nas unidades básicas de saúde, desde que vinculadas às atribuições acima.

Atualizado: 06/06/2018 - 12:18

Concurso TCE MG: SAIU edital com 39 postos de analista

As chances no concurso do TCE MG (Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais) são para candidatos de nível superior em diversas áreas

Salário de R$ 8,1 mil

Por JCConcursos - Patricia Lavezzo

Foi publicado o edital de abertura das inscrições do concurso público para o cargo de analista de controle externo do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCE MG). A seleção visa o provimento de 39 vagas, sendo quatro reservadas a pessoas com deficiência.

 

As ofertas estão distribuídas entre as especialidades de administração (2), ciências atuariais (2), ciências contábeis (14), ciência da computação (2), ciências econômicas (4), direito (10) e engenharia (5). Interessados devem possuir diploma de curso de nível superior na área específica a que pretende concorrer.

 

A remuneração inicial do analista de controle externo é de R$ 8.106,87, já incluso o auxílio-alimentação no valor de R$ 941, para jornada de trabalho de 30 horas semanais. Após o primeiro ano de efetivo exercício, o servidor será submetido a avaliação de desempenho, tendo direito a perceber adicional de desempenho, no montante de até R$ 3.500.

CURSO PARA CONCURSO TCE MG 2018 - ANALISTA DE CONTROLE EXTERNO

De acordo com o edital do concurso do TCE MG, os candidatos nomeados exercerão suas funções na sede do Tribunal de Contas, em Belo Horizonte, ou em unidades descentralizadas regionais que vierem a ser criadas, sem prejuízo da realização de auditorias e inspeções no âmbito do território estadual.

 

 

Como participar do concurso do TCE MG 2018

 

 

O processo de seleção será organizado e executado pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe). As inscrições serão recebidas no período das 10h do dia 6 de agosto às 18h do dia 4 de setembro, através do endereço eletrônico www.cespe.unb.br/concursos/tce_mg_18.

 

Será cobrada uma taxa de participação do concurso do TCE MG, no valor de R$ 140, e o seu pagamento deverá ser efetuado até a data limite de 5 de outubro, observado o horário de funcionamento da rede bancária.

 

 

Provas do concurso do TCE MG 2018

 

 

Todos os inscritos no concurso do TCE MG serão submetidos a duas avaliações: prova objetiva e prova discursiva, ambas de caráter eliminatório e classificatório. Elas serão aplicadas na cidade de Belo Horizonte/MG no dia 18 de novembro, em turnos distintos.

 

A prova objetiva será composta por 100 questões do tipo múltipla escolha que versarão sobre conhecimentos gerais (língua portuguesa), conhecimentos específicos e conhecimentos especializados.

 

Já a prova discursiva contará com duas questões, sendo uma sobre controle externo e uma acerca dos conhecimentos especializados de cada especialidade, a serem respondidas em até 60 linhas, cada uma. Serão avaliados: o domínio do conteúdo dos temas abordados, demonstração de conhecimento técnico aplicado; e o domínio da modalidade escrita da língua portuguesa.

Atualizado: 06/06/2018 - 11:36

Concurso EMATER MG: SAIU edital com 97 vagas

Com inscrições a partir de 4 de julho, concurso da Emater preencherá postos com salários de até R$ 5,6 mil, além de benefícios. Há oportunidades na capital e em outras 11 regiões do Estado

Níveis médio e superior

Por JCConcursos - Samuel Peressin

A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater) divulgou edital de concurso destinado a preencher 97 vagas, além de formar cadastro reserva.

 

As ofertas de ensino médio/técnico são para assistente administrativo (22 postos), produtor de VT e audiovisuais - cinegrafista e editor de imagens (1), auxiliar técnico - suporte em informática (1) e extensionista agropecuário I (21). Os salários ficam entre R$ 2.330,61 e R$ 2.907,23. 

 

Há cargos de nível superior para extensionista agropecuário - engenharia agronômica (20), extensionista agropecuário - zootecnia (2), extensionista bem-estar social (9), analista de sistemas (2), assessor jurídico (3), auditor (2) e assistente técnico nas áreas de administração de empresas (1), arquitetura e urbanismo (1), ciências contábeis (5), comunicação social (1), designer gráfico (1), engenharia de alimentos (1), engenharia de produção (1), ciência e tecnologia de laticínios (1), geografia (1) e psicologia (1). Os vencimentos variam de R$ 4.273,44 a R$ 5.671,67. 

 

Como benefícios, a Emater concede aos servidores: plano de saúde, plano odontológico, previdência privada, seguro de vida e vale alimentação e/ou vale refeição.

APOSTILA CONCURSO EMATER/MG 2018 - ASSISTENTE ADMINISTRATIVO II

As oportunidades estão distribuídas entre a capital e as macrorregiões de Alfenas, Belo Horizonte, Curvelo, Governador Valadares, Juiz de Fora, Montes Claros, Patos de Minas, Pouso Alegre, Teófilo Otoni, Uberaba e Viçosa.

 

Como participar do concurso da Emater MG 2018

 

As inscrições abrem às 10h de 4 de julho e se encerram às 13h de 10 de agosto, por meio do endereço eletrônico da banca Gestão Concurso (www.gestaoconcurso.com.br). As taxas custam R$ 60 (ensino médio) e R$ 90 (superior).

APOSTILA CONCURSO EMATER/MG 2018 - ASSISTENTE ADMINISTRATIVO II

Candidatos que se inscreveram entre março e abril de 2016, antes da suspensão do certame, permanecem com o registro de participação válido. Esses concorrentes devem apenas atualizar os dados cadastrais no site da empresa organizadora. 

 

Prova do concurso Emater MG 2018

 

Marcada para 23 de setembro, a prova objetiva trará 50 questões de múltipla escolha para funções de nível médio e 60 para postos com exigência de curso superior. Os participantes terão quatro horas para concluir o exame.

 

Haverá aplicação nos municípios de Belo Horizonte, Alfenas, Curvelo, Governador Valadares, Juiz de Fora, Montes Claros, Patos de Minas, Pouso Alegre, Teófilo Otoni, Uberaba e Viçosa.

 

O conteúdo programático inclui língua portuguesa, matemática, raciocínio lógico, informática e conhecimentos específicos, variando as disciplinas conforme o cargo em disputa.

 

De acordo com o edital, o concurso da Emater terá validade de dois anos, prorrogável por mais dois, a critério da instituição.

 

Atribuições do assistente administrativo no concurso da Emater MG

 

Exercer atividade de suporte administrativo às unidades organizacionais, elaborando e controlando prestação de contas, balancetes e demais atividades administrativas da Unidade, promovendo a organização, funcionamento, manutenção e controle na área de material, patrimônio, transporte, finanças, pessoal e áreas afins.

 

Concurso Emater 2018: atribuições do extensionista agropecuário

 

Atuar como técnico de nível médio em agropecuária e de acordo com sua habilitação legal na prestação de serviços aos clientes da Empresa; participar da elaboração, execução e acompanhamento dos programas municipais de assistência técnica e extensão rural dos municípios atendidos pela Empresa; Auxiliar na elaboração de projetos, realizando levantamentos, orçamentos e avaliações necessárias a sua conclusão; prestar assistência técnica aos clientes, acompanhando-os e orientando-os nos projetos elaborados.

Atualizado: 05/06/2018 - 12:44

TJ MG prepara novo concurso para oficiais e técnicos

Oportunidades serão para os cargos de oficial de justiça avaliador e técnicos nas áreas de assistente social e psicólogo, com vencimentos básicos de até R$ 4,2 mil

Níveis médio e superior

Por JCConcursos - Fernando Cezar Alves

O Tribunal de Justiça do Estado de Minas Geras (TJ/MG) deve divulgar, no decorrer do segundo semestre, o edital de seu novo concurso público, que contará com oportunidades para os cargos de oficial e técnico judiciário para a primeira instância, para quem possui, respectivamente, níveis médio e superior. No momento, o processo do certame está em fase de licitação para a escolha da banca organizadora, que deve ser confirmada no decorrer das próximas semanas. As remunerações básicas iniciais são de R$ 2.683,58 para oficiais e R$ 4.202,59 para técnicos. Embora o número inicial de vagas ainda não tenha sido confirmado, já está certo que, além de vagas imediatas, a seleção também será destinada para formar cadastro reserva de pessoal.


No caso de oficial judiciário, que exige apenas ensino médio para concorrer, as oportunidades serão para a área de oficial de justiça avaliador.


Para os técnicos, o concurso contará com oportunidades para as áreas de assistente social judicial e psicólogo judicial, ambos com necessidade de formação nas respectivas áreas.


De acordo com o edital de licitação, as taxas já estão definidas e serão de R$ 70 para o cargo de oficial e R$ 90 para os técnicos.


Provas
Um ponto já definido pelo edital de licitação é a forma como serão aplicadas as provas do concurso. Para todos os cargos, a prova objetiva contará com 60 questões.


No caso de oficial serão 20 de língua portuguesa, cinco de noções de informática, 15 de noções de direito e 20 de conhecimentos específicos.
Para os técnicos, 15 de língua portuguesa, cinco de noções de informática, 15 de noções de direito e 25 de conhecimentos específicos.


Para todos os cargos, o exame também contará com uma redação.
A duração dos exames será de 4h30 e aplicação deverá ocorrer nas cidades de Belo Horizonte, Diamantina, Govenador Valadares, Juiz de Fora, Montes Claros, Uberlândia e Varginha.    

 
A estimativa do órgão é de que o concurso conte com aproximadamente 85 mil inscritos.

 

Atribuições dos Cargos

1. CARGOS/ESPECIALIDADES DE NÍVEL SUPERIOR:
1.1. Cargo: Técnico Judiciário (Classe C)
Especialidade: Assistente Social Judicial– JPI-GS
a) Elaborar estudos sociais, laudos, pareceres, relatórios e outros documentos técnicos compatíveis com sua área de atuação, relacionados a processos judiciais;
b) Realizar intervenções técnicas em audiências de conciliação e mediação, e em situações processuais, quando determinado por autoridade judicial;
c) Substituir a chefia no seu impedimento ou afastamento, quando indicado pelo superior hierárquico;
d) Participar de comissões e grupos de trabalho;
e) Realizar viagens a comarcas do interior do Estado para executar atividades relativas à sua área de atuação;
f)Executar outras atividades identificadas pelo superior hierárquico, relacionadas com a atividade fim, inclusive no que concerne ao processo judicial eletrônico em suas variadas formas.

1.2. Cargo: Técnico Judiciário (Classe C)
Especialidade: Psicólogo Judicial – JPI-GS:
a) Elaborar laudos, pareceres, relatórios e outros documentos técnicos, compatíveis com sua área de atuação, relacionados a processos judiciais;
b) Realizar intervenções técnicas em audiências de conciliação e mediação, e em outras situações processuais, quando determinado por autoridade judicial;
c) Substituir a chefia no seu impedimento ou afastamento, quando indicado pelo superior hierárquico;
d) Participar de comissões e grupos de trabalho;
e) Realizar viagens a comarcas do interior do Estado para executar atividades relativas à sua área de atuação;
f) Executar outras atividades identificadas pelo superior hierárquico, relacionadas com a atividade fim, inclusive no que concerne ao processo judicial eletrônico em suas variadas formas.

2. CARGO/ESPECIALIDADE DE NÍVEL MÉDIO:
2.1. Cargo: Oficial Judiciário (Classe D)
Especialidade: Oficial de Justiça Avaliador – JPI-SG:
a) Realizar citações, intimações, notificações e demais diligências próprias do seu ofício, ordenadas em processos judiciais e lavrar termos e certidões respectivas;
b) Promover as avaliações judiciais nos casos indicados em lei;
c) Fazer hasta pública, onde não houver leiloeiro público ou designado para esse fim;
d) Dar suporte às audiências ou sessões do Tribunal do Júri, quando necessário e coadjuvar o juiz na manutenção da ordem;
e) Substituir a chefia no seu impedimento ou afastamento, quando indicado pelo superior hierárquico;
f) Participar de comissões e grupos de trabalho;
g) Executar outras atividades identificadas pelo superior hierárquico, relacionadas com a atividade fim, inclusive no que concerne ao processo judicial eletrônico, em suas variadas formas

Atualizado: 04/06/2018 - 11:50

Concurso Ibram: novo pedido é avaliado no Planejamento

Pedido de concurso do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) encaminhado ao Ministério do Planejamento é para carreiras com exigência de níveis médio e superior de ensino

313 vagas

Por JCConcursos - Camila Diodato

Está em análise no Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) o novo pedido para a abertura do concurso público do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). O órgão solicitou autorização para o preenchimento de 313 vagas em cargos com exigência de níveis médio e superior.

As oportunidades apresentadas no requerimento estão distribuídas da seguinte maneira: 73 para assistente técnico, 19 para técnico em assuntos educacionais, 121 para técnico em assuntos culturais e 100 para analista.

O posto de assistente técnico exige nível médio completo, enquanto as demais colocações se destinam aos profissionais com formação superior em diversas áreas de atuação. Os salários iniciais vigentes não foram divulgados.

Último concurso do Ibram

Organizado pela Funcab e lançado em 2010, o edital anterior apresentou 294 ofertas distribuídas nos empregos de assistente técnico I, técnico em assuntos educacionais, técnico em assuntos culturais e analista. A remuneração oferecida chegou a R$ 3.012,82.

Na época, a lotação das vagas ocorreu nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Pernambuco, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, além do Distrito Federal.

A seleção constou de prova objetiva para todos os concorrentes. Em seguida, houve avaliação discursiva e análise de títulos para os postos de nível superior.

O teste objetivo aplicado no processo seletivo foi composto de perguntas sobre língua portuguesa, noções de informática, conhecimentos gerais e conhecimentos específicos. Os exames para técnico e analista também tiveram perguntas de língua estrangeira (inglês ou espanhol).

Para os empregos de nível médio, a validade do certame expirou em abril de 2014. Já para as colocações que necessitam de ensino superior, o prazo terminou em 16 de junho do mesmo ano.

Sobre o órgão

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) foi criado pelo ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, em janeiro de 2009, com a assinatura da lei nº 11.906. A nova autarquia sucedeu o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no que se refere aos direitos, deveres e obrigações dos museus federais.

O órgão é responsável pela Política Nacional de Museus (PNM) e pela melhoria dos serviços do setor – aumento de visitação e arrecadação dos museus, fomento de políticas de aquisição e preservação de acervos e criação de ações integradas entre os museus brasileiros. Atualmente, cuida da administração direta de 30 museus.

Atualizado: 01/06/2018 - 15:48

Câmara de Araguari MG divulga concurso com 60 vagas

Candidatos de níveis médio, técnico e superior poderão se inscrever no concurso da Câmara Municipal de Araguari no período de 23 de julho a 26 de agosto

Ganhos de até R$ 3,7 mil

Por JCConcursos - Patricia Lavezzo

No Estado de Minas Gerais, a Câmara Municipal de Araguari divulgou um novo edital de concurso público destinado ao provimento de 60 vagas do seu quadro de servidores. Do total de ofertas, 15 são imediatas e 45 para formação de cadastro reserva (CR) de eventuais oportunidades.

 

Candidatos que concluíram o ensino médio têm chances nas funções de agente de protocolo (2 vagas + 6 CR), agente de patrimônio e almoxarifado (2 + 6 CR), agente administrativo (2 + 6 CR) e recepcionista (1 + 3 CR). Os salários iniciais oscilam entre R$ 1.583,94 e R$ 2.618,35.

 

O cargo de técnico de informática (1 + 3 CR) exige curso técnico na área. O vencimento é de R$ 2.618,35.  

 

Nível superior é requisito para controlador interno (1 + 3 CR), assessor de comunicação (1 + 3 CR), assessor cerimonial (1 + 3 CR) e técnico de apoio aos gabinetes (4 + 12 CR). As remunerações são de R$ 3.760,52 para controlador interno e R$ 2.666,85 para os demais postos.

 

 

Como participar do concurso da Câmara de Araguari MG

 

 

O Idecan - Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional é o responsável pela organização e execução do processo de seleção. As inscrições serão recebidas no período das 14h do dia 23 de julho às 14h de 26 de agosto, através da página eletrônica www.idecan.org.br.

 

Será cobrada uma taxa de participação do concurso da Câmara de Araguari, nos valores de R$ 60 para ensino médio e curso técnico e R$ 70 para formação superior. O pagamento do boleto bancário deverá ser efetuado até a data limite do prazo, observado o horário de funcionamento do banco.

 

 

Provas do concurso da Câmara de Araguari MG

 

 

Todos os candidatos serão submetidos à prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório. Ela contemplará 40 questões de múltipla escolha, sendo dez de língua portuguesa (peso 1), seis de raciocínio lógico (peso 1), quatro de conhecimentos de informática (peso 1) e 20 de conhecimentos específicos (peso 2).

 

A avaliação será aplicada na cidade Araguari/MG no dia 30 de setembro, no período da manhã para os cargos de controlador interno, assessor de comunicação, assessor cerimonial e técnico de apoio aos gabinetes; e à tarde para agente de protocolo, agente de patrimônio e almoxarifado, agente administrativo, recepcionista e técnico de informática.

 

A etapa final do concurso da Câmara de Araguari será análise de títulos, de caráter unicamente classificatório, exclusiva para os empregos de nível superior.

 

 

Atribuições de alguns cargos da Câmara de Araguari MG

 

 

Agente administrativo - prestar assessoria administrativa ao gabinete da presidência, elaboração de documentos de circulação interna e externa, acompanhamento de agenda, organização de pauta das reuniões, controle de Arquivos e desempenhar os demais serviços de secretaria.

 

Agente de patrimônio e almoxarifado - controle dos bens patrimoniais pertencentes à câmara municipal, com a colocação de placas de identificação, confecção de planilhas, conferências periódicas. Elaboração de relatórios sobre bens inservíveis. Manter as autoridades superiores informadas quanto ao desaparecimento de algum item. Providenciar a confecção de boletim de ocorrência sobre o desaparecimento de bens ou sobre vandalismo praticado contra o patrimônio da câmara municipal. Disponibilizar a autoridade superior, relatórios sobre bens que necessitam de reformas ou concertos indispensáveis a seu uso e conservação. Providenciar relatórios periódicos para uso por outros departamentos, especialmente o de contabilidade. Controle dos materiais depositados no almoxarifado da câmara municipal. Recebimento e conferência de materiais entregues por fornecedores mediante comprovante de recebimento. Entrega de materiais requisitados pelos diversos departamentos do legislativo, mediante comprovante de entrega. Elaboração de relatórios periódicos para conferência do material depositado no almoxarifado. Elaboração de planilha para verificar a periodicidade do consumo de materiais. Elaboração de listas de compras, de acordo com a necessidade de reposição, para ser encaminhada, mediante protocolo, ao setor responsável pelas compras.

 

Agente de protocolo - controle geral do trânsito de entrada e saída de documentos através do registro por sistema próprio. Recebimento, mediante protocolo de documentos a serem encaminhados a departamentos internos, outros órgãos ou terceiros. Recebimento dos documentos encaminhados a câmara pelo correio, outros órgãos, departamentos internos ou terceiros. Entrega aos destinatários, mediante protocolo, dos documentos recebidos e disponibilização dos documentos a serem entregues ao correio e ao pessoal encarregado de promover a entrega, também mediante protocolo.

Atualizado: 01/06/2018 - 15:11

Prefeitura de Braúnas MG abre concurso com 17 vagas

Inscrições para o concurso da Prefeitura de Braúnas começam em 5 de junho. Salários chegam a R$ 15,7 mil

Dez cargos

Por JCConcursos - Samuel Peressin

A Prefeitura de Braúnas, em Minas Gerais, abriu concurso público destinado a preencher 17 vagas com salários entre R$ 954 e R$ 15.784,20.

 

Quem é alfabetizado pode concorrer como agente disciplinar escolar (1 posto), coveiro (1) e pintor (1).

 

Os candidatos a motorista de ambulância (3) e motorista de caminhão/ônibus (2) devem ter cursado, no mínimo, até o quarto ano do nível fundamental.

 

Ensino médio é requisito do concurso da Prefeitura de Braúnas para auxiliar administrativo (2), auxiliar de biblioteca escolar (1) e monitor I (3).

 

Os cargos de nível superior são para médico ginecologista e obstetra (1) e médico PSF (2).

 

Concurso Prefeitura Braúnas: inscrições e provas

 

Com taxas entre R$ 35 e R$ 80, as inscrições serão recebidas entre 5 de junho e 5 de julho, mediante a realização de cadastro no site da Seap Consultoria (http://seapconcursos.com.br), banca que organiza a seleção.

 

O processo seletivo envolverá provas objetiva (todos os cargos), em 5 de agosto, de títulos (funções de nível superior), com envio dos documentos entre 7 e 9 de agosto, e prática (motorista), em 2 de setembro.

 

De acordo com o edital, o concurso da Prefeitura de Braúnas terá validade de dois anos, prorrogável por mais dois, a critério do governo municipal.

 

Atribuições do agente disciplinar escolar no concurso da Prefeitura de Braúnas MG

 

Trabalho qualificado, que consiste no controle da entrada e saída das Unidades de Ensino da Rede Municipal pelos alunos nos horários de aulas, acrescido do exercício da disciplina sobre os mesmos durante estes eventos. A atividade requer habilidade, bom-senso e equilíbrio, sendo exercida com acentuada autonomia, sob a orientação e supervisão do superior hierárquico. Manter o controle de “entrada” e de “saída” do portão de acesso a área interna da escola; Manter a disciplina dos alunos no pátio da escola, nos intervalos antes do início das aulas e, ainda, no período do recreio; Cumprir e fazer com que os alunos cumpram todas as regras disciplinares estabelecidas pela diretoria da escola; Zelar e fazer com que zelem pelo patrimônio móvel e imóvel da escola onde exerça suas atividades; Não permitir o acesso de aluno retardatário, decorrido o período de tolerância estabelecido pela direção da escola; Observar quanto a presença de estranhos na área próxima da escola; caso perceba comportamento irregular destes junto aos alunos que ainda não ingressaram no recinto, tomar conhecimento dos motivos de suas presenças e finalidades, comunicando a direção e, se for o caso, a polícia militar, para que esta tome as providências de praxe; Exercer outras atividades correlatas e pertinentes com o exercício de suas atividades.

Atualizado: 29/05/2018 - 14:44

Concurso MPF: segue em análise PL que cria 842 vagas

Proposta tem o objetivo de criar oportunidades para as carreiras de técnico, analista e procurador. Ofertas são para concurso do MPF, além do MPU

Níveis médio e superior

Por JCConcursos - Camila Diodato

Ainda está em avaliação na Câmara dos Deputados o projeto de lei (PL) n° 6006/2016, que visa a criar 842 vagas efetivas para o quadro de pessoal do Ministério Público Federal (MPF). As chances são para todo o país e estão distribuídas entre três cargos.

O próximo passo para o avanço da proposta é eleger um novo relator, já que o anterior devolveu o PL sem nenhuma manifestação. O documento se encontra na Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público (CTASP).

Consta no PL que, das oportunidades, 501 são para técnico, 207 para analista e 134 para procurador. Vale ressaltar que os cargos de técnico e analista são preenchidos por meio de concurso do MPU, que depois fica com a responsabilidade de lotar as chances no quadro do MPF.

Para concorrer à carreira de técnico é preciso ter certificado de ensino médio emitido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação, enquanto a colocação de analista aceita profissionais com formação superior em diversas áreas de atuação. As remunerações correspondem a R$ 6.167,99 para técnico e a R$ 10.119,93 para analista, sem incluir os seguintes benefícios: R$ 884 de vale-alimentação, R$ 699 de assistência pré-escolar, R$ 181,77 de auxílio-transporte, além de assistências médica e odontológica.

Já o posto de procurador regional da República exige bacharelado em direito e, no mínimo, três anos de atividade jurídica, exercida após a obtenção da graduação. O salário inicial oferecido é de R$ 28.947,55

O projeto de lei que prevê, consequentemente, a realização de um novo concurso do MPF ainda será avaliado pelas comissões de Finanças e Tributação (CFT) e de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC). Após ser aprovado em todas as comissões, o documento irá ser avaliado pelo Plenário e, em seguida, irá para o Senado Federal. Por isso, haverá a sanção por parte do presidente da República.

 

Último concurso do MPF

 

No final de 2016, o MPF lançou edital com 82 vagas para procurador espalhadas pelas seguintes cidades: Maceió/AL (1), Arapiraca/AL (1), Laranjal do Jari/AP (1), Oiapoque/AP (1), Manaus/AM (3), Bom Jesus da Lapa/BA (1), Jequié/BA (1), Paulo Afonso/BA (1), Fortaleza/CE (1), Crateús/CE (1), Maracanaú/CE (1), Brasília/DF (1), Goiânia/GO (1), Anápolis/GO (1), Itumbiara/GO (1), São Luís/MA (1), Imperatriz/MA (1), Juína/MT (1), Campo Grande/MS (1), Belo Horizonte/MG (1), Ituiutaba/MG (1), Janaúba/MG (1), Manhuaçu/MG (1), Poços de Caldas/MG (1), Teófilo Otoni/MG (1), Belém/PA (1), Itaituba/PA (1), Marabá/PA (1), Tucuruí/PA (1), João Pessoa/PB (1), Guarabira/PB (1), Curitiba/PR (2), Campo Mourão/PR (1), Cascavel/PR (1), Guarapuava/PR (1), Recife/PE (1), Cabo de Santo Agostinho/PE (1), Goiana/PE (1), Jaboatão/PE (1), Salgueiro/PE (1), Teresina/PI (1), Corrente/PI (1), São Raimundo Nonato/PI (1), Rio de Janeiro/RJ (4), Macaé/RJ (1), Volta Redonda/RJ (1), Natal/RN (1), Ceará-Mirim/RN (1), Porto Alegre/RS (3), Erechim/RS (1), Novo Hamburgo/RS (1), Palmeiras das Missões/RS (1), Porto Velho/RO (2), Vilhena/RO (1), Boa Vista/RR (1), Florianópolis/SC (1), Blumenau/SC (1), Chapecó/SC (1), Itajaí/SC (1), São Paulo/SP (2), Andradina/SP (1), Bauru/SP (1), Campinas/SP (1), Catanduva/SP (1), Limeira/SP (1), Lins/SP (1), Osasco/SP (1), Registro/SP (1), São José do Rio Preto/SP (1), Lagarto/SE (1), Propriá/SE (1) e Gurupi/TO (1).

Em março deste ano serão aplicadas as provas objetivas com questões de múltipla escolha em todas as capitais do Estado, mais o Distrito Federal. Ainda haverá provas subjetivas, inscrição definitiva, análise de títulos e testes orais.

 

Último concurso do MPU

 

MPU realizou concurso, em 2013, com 263 oportunidades, além de cadastro reserva, para técnico e analista. Sob a organização do Cespe/UnB, o processo seletivo constou de duas provas objetivas (uma com 50 questões de conhecimentos básicos e outra com 70 questões de conhecimentos específicos) para todos os participantes e teste discursivo para analista.

As 35 ofertas de técnico estavam distribuídas entre as especialidades de tecnologia da informação e comunicação, enfermagem e saúde bucal. No caso de analista, as 228 chances envolveram as áreas de arquivologia, biblioteconomia, comunicação social, educação, estatística, finanças e controle, gestão pública, planejamento e orçamento, clínica médica, psiquiatria, antropologia, arquitetura, contabilidade, economia, engenharia agronômica, engenharia ambiental, engenharia civil, engenharia de segurança do trabalho, engenharia elétrica, engenharia florestal, engenharia mecânica, engenharia sanitária, geografia, medicina, medicina do trabalho, oceanografia, enfermagem, odontologia, psicologia, serviço social, tecnologia da informação e comunicação (desenvolvimento de sistemas ou suporte e infraestrutura. 

O edital do concurso do MPU teve ofertas no Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, São Paulo e Tocantins.

Atualizado: 29/05/2018 - 11:52

IBGE: presidente ALERTA necessidade de novo concurso

Solicitação de concurso do IBGE é para a abertura de oportunidades nos níveis médio e superior de ensino. Salários de até R$ 8,2 mil

Pedido para 1.800 vagas

Por JCConcursos - Camila Diodato

No dia 14 de maio, o presidente do  Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Roberto Olinto, havia reconhecido a necessidade urgente da realização de novo concurso público para efetivos. Depois, durante o II Congresso Democrático sobre o IBGE, realizado em 25 e 28 de maio, ele voltou a alertar sobre situação grave do órgão sem a contratação de novos servidores  

Olinto ressaltou que "“é prioridade absoluta dessa direção concurso e plano de carreira. Sem concurso e sem carreira a história do IBGE pode se encerrar de forma melancólica. A nossa preocupação é comunicar ao Ministério do Planejamento essa situação de forma incisiva. O impacto disso vai trazer sérios danos ao IBGE”. O dirigente reforçará pedido junto junto ao Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) para que a autorização seja concedida em breve para que o edital saia ainda em 2018.

  Vale lembrar que, em dezembro do ano passado, o instituto solicitou o aval para 1.800 vagas efetivas, sendo 1.200 destinadas ao cargo de técnico em informações geográficas e estatísticas e as outras 600 para a carreira de analista de planejamento, gestão e infraestrutura em informações geográficas e estatísticas.

  Atualmente, a solicitação está em trâmite na Divisão de Concursos Públicos do Ministério do Planejamento. Desde que foi encaminhada, ela sofreu 23 movimentações dentro da Pasta.

  O edital do concurso IBGE 2018 só será publicado quando receber autorização do MPDG.  

Sobre as carreiras do concurso IBGE 2018

  A função de técnico destina-se aos candidatos com certificado de ensino médio emitido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). O salário vigente corresponde a R$ 3.890,87 contando com o vale-alimentação.   Já o posto de analista exige formação superior completa, sendo que diversos cursos são aceitos. Consta na tabela de remuneração dos servidores federais que o vencimento atual é de R$ 8.213,07.  

Último concurso IBGE para efetivos

  No final de 2015, o órgão lançou dois editais que, juntos, apresentaram um total de 600 oportunidades. A banca organizadora do certame, na ocasião, foi a Fundação Getúlio Vargas (FGV).   Um edital ofereceu 460 chances para a carreira de técnico distribuídas entre diversos Estados. A validade dele encerra no dia 30 de maio de 2018, já contando com a prorrogação.   O outro teve 90 chances para analista e 50 para tecnologista, também com lotação em vários Estados. O prazo dele vai terminar em 14 de junho de 2016, com o acréscimo da prorrogação.

Atualizado: 28/05/2018 - 11:52

Ministério da Fazenda: pedido com 1.301 vagas em ANÁLISE

Solicitação para a abertura de concurso do Ministério da Fazenda 2018/2019 refere-se a vários cargos com exigência de níveis médio e superior de ensino

Em avaliação

Por JCConcursos - Camila Diodato

Continua em análise no Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) o pedido para a abertura do concurso do Ministério da Fazenda (MF), que solicitou autorização de 1.301 vagas para o seu quadro de pessoal.

A expectativa é de que a autorização do concurso do MF seja concedida ainda em 2018, já que apresenta um déficit de 3.999 servidores, sendo 3.062 para nível médio e 937 para superior.

As oportunidades requeridas ao Planejamento estão distribuídas da seguinte maneira: assistente técnico administrativo (904), analista técnico administrativo (257), arquiteto (12), arquivista (9), bibliotecário (12), contador (53), engenheiro (15), enfermeiro (5), pedagogo (6), psicólogo (6) e técnico em comunicação social (22).

Para concorrer ao posto de assistente é necessário possuir ensino médio completo, enquanto as demais funções aceitam candidatos com formação superior em diversas áreas de atuação. Os salários iniciais atuais oscilam entre R$ 3.953,68 e R$ 6.388,27, já incluindo o vale-alimentação de R$ 458.

A solicitação do concurso do Ministério da Fazenda 2018/2019 encaminhada ao MPDG não apresentou as regiões de lotação das oportunidades, mas é bem provável que São Paulo e Distrito Federal sejam os locais com a maior quantidade de oportunidade, e o motivo é que no último certame eles não foram abrangidos.

O detalhe do processo seletivo que pode ser dado como certo é a escolha da empresa organizadora, que será a Esaf (Escola de Administração Fazendária), como de costume nos concursos do órgão. Assim, os candidatos podem ir se preparando com as provas e os editais de seleções anteriores, uma vez que a banca se repete.

Outras oportunidades na solicitação de concurso

Junto com as vagas para o seu próprio quadro de pessoal, o MF pediu mais 3.040 chances distribuídas entre os seus órgãos vinculados. Os postos são para os níveis médio e superior.

Para a Receita Federal são as 630 vagas para auditor-fiscal e as 1.453 para analista tributário. O quadro do Tesouro Nacional é composto pelas colocações de auditor federal de finanças e controle (30) e técnico de finanças e controle (70), enquanto a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) fica com a função de procurador da Fazenda (240). 

Para a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o pedido contempla 16 oportunidades para a carreira de inspetor, 30 para analista e 82 para agente executivo.

Na Superintendência de Seguros Privados (Susep), são 55 chances para analista técnico. Por fim, as demais profissões se destinam ao quadro da Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc), sendo elas as de especialista em previdência social (48), analista administrativo (23), técnico administrativo (39), administrador (11) e atuário (7).

Esses detalhes foram divulgados pelo Sistema Eletrônico do Serviço de Informação ao Cidadão (e-SIC). 

Último concurso do Ministério da Fazenda

No início de 2014, o MF abriu processo seletivo visando a contratar 1.026 profissionais na carreira de assistente. As chances disponibilizadas pelo certame foram distribuídas entre os Estados do Acre (18 vagas), Alagoas (14), Amazonas (28), Amapá (6), Bahia (80), Ceará (53), Espírito Santo (14), Goiás (31), Maranhão (30), Minas Gerais (101), Mato Grosso do Sul (34), Mato Grosso (27), Pará (55), Paraíba (20), Pernambuco (52), Piauí (17), Paraná (97), Rio de Janeiro (61), Rio Grande do Norte (17), Rondônia (13), Roraima (8), Rio Grande do Sul (155), Santa Catarina (74), Sergipe (9) e Tocantins (12).

Todos os candidatos passaram por provas objetivas de conhecimentos básicos e específicos com 70 perguntas de múltipla escolha. Os assuntos abordados nos testes foram língua portuguesa; matemática e raciocínio lógico; conhecimentos de informática; atualidades; gestão de pessoas e do atendimento ao público; ética do servidor na administração pública; administração pública brasileira; e regime jurídico dos agentes públicos.

Atualizado: 28/05/2018 - 10:39

Concurso INSS: REFORÇADO pedido para 10.468 vagas

Solicitação de concurso do INSS contempla os excedentes da seleção vigente e a realização de novo processo seletivo para os cargos de técnico, analista e perito

Níveis médio e superior

Por JCConcursos - Camila Diodato

Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) reforçou o pedido de abertura de novo concurso público junto ao Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG). O documento, encaminhado no início de maio, solicita autorização urgente para o preenchimento de 10.468 vagas, número inferior ao requerido no ano passado, de 16.548 oportunidades.

As chances requeridas são para os cargos de técnico do seguro social (6.034 vagas), analista do seguro social (2.222) e perito médico previdenciário (2.212). Tais ofertas são para novo certame e a convocação de remanescentes.

APOSTILAS CONCURSO INSS 2018 - TÉCNICO E ANALISTA DO SEGUROI SOCIAL
 

Das vagas solicitadas inicialmente no pedido do concurso INSS 2018/2019, pelo menos 7.580 são para a abertura de novo concurso público a partir de 2018. Destas chances, 3.941 são para técnico (área meio), 1.493 para analista (diversas formações) e 2.146 para perito.

CURSO ONLINE CONCURSO INSS 2018 - TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL

Consta na nota técnica enviada pelo INSS ao Planejamento que as demais ofertas são para as seguintes situações: 2.644 vagas para os excedentes da seleção vigente (2.114 para técnico e 530 para analista) e 6.324 que podem ser tanto para o atual processo seletivo quanto para o novo certame (6.160 para técnico e 164 para analista).

A expectativa é de que o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão libere o mais rápido possível a autorização para que o novo concurso do INSS aconteça entre 2018 e 2019.

 

Sobre os cargos do novo concurso do INSS 2018/2019

 

A carreira de técnico do seguro social é uma das mais visadas pelos concurseiros, ainda mais que exige apenas ensino médio completo e apresenta salário inicial de R$ 5.344,87, já considerando o auxílio-alimentação de R$ 458.

O emprego de analista exige formação superior em diversas áreas de atuação (incluindo serviço social, administração, engenharia, direito, pedagogia, psicologia, comunicação, ciências sociais, arquitetura e letras, entre outras), sendo que a remuneração corresponde a R$ 7.954,09 por mês, contado com o benefício alimentação.

Já a posição de perito destina-se aos profissionais com graduação em medicina e registro no respectivo conselho regional. O inicial é de R$ 8.988,41, também com o auxílio.

concurso inss, concurso inss 2018, concurso inss 2019, edital inss, inss


Defasagem de pessoal no INSS

 

Atualmente, o órgão conta com uma defasagem de quase 20 mil servidores em todo o país, sendo que o maior déficit é para a função de técnico. Com esse quadro, o INSS não consegue atender com eficiência à população.

A situação ainda está mais crítica porque o governo federal diminuiu os recursos para o instituto. Consta no site da Fenasps que um técnico do seguro social, não identificado, comentou que o cenário está caótico: "Falta dinheiro para tudo. Estamos operando no limite da irresponsabilidade. Não por acaso, as pessoas têm reclamado demais do atendimento. O estresse é total".

Veja também:
O sabor de ser primeiro lugar no INSS

Artigo: Sim, existe vida após o INSS

Como estudar para analista do INSS

Dicas de aprovada no concurso do INSS

Dicas de professores para o concurso do INSS

Justiça proíbe papanicolau em concurso do INSS

 

Último concurso do INSS

 

No final de 2015, foi lançado o edital do concurso do INSS para o preenchimento de 950 vagas. Um total de 800 oportunidades foi para o emprego de técnico e as outras 150 para analista - serviço social.

A banca organizadora foi o Cespe/UnB e os participantes passaram por uma prova com questões no estilo certo ou errado. A validade do certame vai encerrar em meados de 2018.

O último concurso do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), cujo resultado foi publicado no dia 4 de agosto, foi um dos mais concorridos da história. Ao todo, a seleção registrou nada menos que 1.087.789 inscrições, sendo 1.043.807 somente para técnico do seguro social - em número de inscritos, o concurso INSS 2016 perde apenas para duas outras seleções: a da Caixa Econômica Federal (CEF) realizada 2014, com 1.156.744 candidatos; e a da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) promovida em 2011, com 1.120.393 participantes.

Considerando que o concurso do INSS ofereceu 800 oportunidades para técnico, é possível concluir que a concorrência para o cargo foi de aproximadamente 1.304 candidatos por vaga.

Confira o depoimento da 1ª colocada no último concurso do INSS

 

Atribuições do técnico e analista do seguro social

 

Quanto às atribuições dos cargos, de acordo com o edital do último concurso INSS, o técnico do seguro social é responsável por proceder ao reconhecimento inicial, manutenção, recurso e revisão de direitos aos benefícios administrados pelo INSS; exercer atividades internas e externas ligadas ao suporte e apoio técnico especializado; executar as atividades de orientação e informação, de acordo com as diretrizes estabelecidas nos atos específicos e outras relacionadas aos fins institucionais do INSS, que venham ser determinadas pela autoridade superior.

Já o analista do seguro social é responsável por prestar atendimento e acompanhamento aos usuários dos serviços prestados pelo INSS e aos seus servidores, aposentados e pensionistas; elaborar, executar, avaliar planos, programas e projetos na área de serviço social e reabilitação profissional; realizar avaliação social quanto ao acesso aos direitos previdenciários e assistenciais; promover estudos socioeconômicos visando a emissão de parecer social para subsidiar o reconhecimento e a manutenção de direitos previdenciários, bem como a decisão médico-pericial; e executar de conformidade com a sua área de formação as demais atividades de competência do INSS.

 

Shopping