Tribunal Regional Federal da 4ª Região

Concurso TRF 4: veja os locais de prova

O concurso TRF 4 (Tribunal Regional Federal da quarta região) oferece salários de até R$ 16 mil para cargos de níveis médio e superior

Redação
Publicado em 30/05/2019, às 23h39 - Atualizado em 03/07/2019, às 13h23

Concurso TRF 4 - fachada do Tribunal Regional Federal da 4ª Região
Divulgação

Foram encerradas em 26 de junho as inscrições do concurso TRF 4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) de técnico e analista para formação de cadastro de reserva nos Estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

As provas objetiva e dissertativa estão agendadas para 4 de agosto, enquanto a avaliação de capacidade física (apenas para técnico judiciário - especialidade segurança e transporte) ocorre em 3 de novembro. 

Concurso TRF 4: quadro de vagas

Para concorrer ao cargo de técnico é necessário possuir ensino médio, enquanto para analista é exigida formação de nível superior, com os vencimentos iniciais, respectivamente, de R$7.591,37 e R$ 12.455,30. 

Além do salário, os servidores contam com mais benefícios como gratificação de atividade e auxílio alimentação de R$ 910,08, o que corresponde a um total de R$ 8.501,45. Para os analistas, com os complementos, o total chega a R$ 13.345,38 para as áreas de informática e R$ 16.719,66 para a área jurídica.

No caso de cargos técnicos, as opções do concurso TRF 4 são para as áreas administrativa, administrativa- segurança e transporte e apoio especializado - tecnologia da informação. Para as áreas administrativa e de tecnologia da informação é exigido apenas o ensino médio, enquanto para a área de segurança também é necessário possuir carteira de habilitação "D".

Para analistas, as opções são nas áreas judiciária, oficial de justiça avaliador, apoio especializado - sistemas de tecnologia da informação e apoio especializado - infraestrutura em tecnologia da informação. Para as áreas judiciária e oficial de justiça é necessário possuir formação em direito, enquanto para sistemas de tecnologia da informação e infraestrutura, superior em qualquer área e especialização em tecnologia da informação com mínimo de 360 horas.

Concurso TRF 4: como serão as provas

A aplicação das provas objetivas do concurso TRF 4 está marcada para ocorrer no período da manhã para os técnicos e à tarde para os analistas. A duração dos exames será de 4h30.

Para técnico na área administrativa serão 20 questões de conhecimentos gerais (com peso um) e 30 de conhecimentos específicos, com peso dois. Em conhecimentos gerais serão 14 de língua portuguesa e seis de raciocínio lógico quantitativo. Também haverá uma redação, com peso um.

Para tecnologia da informação serão 20 gerais (com peso um) e 30 específícas (peso dois), além de redação, com peso dois. Em gerais serão dez de língua portuguesa, cinco de raciocínio lógico matemático e cinco de noções de direito.

Para segurança e transporte serão 20 gerais (com peso um) e 30 específicas (peso dois), além de estudo de caso, com peso dois e prova de capacidade física. Em gerais serão dez de língua porguesa, cinco de raciocínio lógico e cinco de noções de direito.

Para analista na área judiciária e oficial de justiça serão 20 de conhecimentos gerais (peso um) e 30 específicas (peso dois), além de estudo de caso, com peso dois. Em gerais serão 16 de língua portuguesa e quatro de raciocínio lógico matemático.

Para analistas nas áreas de infraestrutura e sistemas de tecnologia da informação, 20 de conhecimentos gerais (com peso um) e 30 específicos (peso dois), além de estudo de caso, com peso dois. Em conhecimentos Gerais serão dez de língua portuguesa, cinco de raciocínio lógico matemático e cinco de noções de direito.

A prova objetiva e estudo de caso/redação para o concurso TRF 4 será aplicada nos seguintes municípios:

  • Rio Grande do Sul: Canoas, Caxias do Sul, Passo Fundo, Pelotas, Porto Alegre, Santa Maria, Santo Ângelo e Uruguaiana;
  • Santa Catarina: Chapecó, Criciúma, Florianópolis, Itajaí, Joinville e Lages;
  • Paraná: Cascavel, Curitiba, Guarapuava, Londrina e Umuarama.

Validade do concurso TRF 4

O concurso TRF4 terá o prazo de vigência de dois anos, contados a partir da data de publicação da homologação do resultado final. Poderá ser prorrogado por igual período, a critério do Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

Concurso TRF 4: edital retificado

O edital do concurso TRF 4 sofreu algumas alterações importantes para a atenção dos candidatos, acrescentando a disciplina de Noções sobre Direitos das Pessoas com Deficiência, incluíndo as questões de conhecimentos específicos.

Já  para quem vai concorrer a vaga de Técnico Judiciário – Especialidade Tecnologia da Informação, a retificação incluiu Linguagem HTML5. Linguagens de programação.

Para Técnico Judiciário – Especialidade de Segurança e Transporte, acrescentou mais 1 minuto para a prova de abdominais.

Prova anterior TRF 4

Para auxiliar nos estudos, o JC Concursos liberou as provas anteriores do órgão, além do gabarito para consulta. Também estão liberadas as provas para o cargo de técnico e analista da FCC. É importante avaliar se a organizadora será a mesma que o novo processo de seleção, direcionando a preparação para o estilo da banca.

+ Mais informações sobre a seleção podem ser acompanhadas pela página do concurso TRF 4.

Sobre FCC - Fundação Carlos Chagas

Instituição de direito privado e sem fins lucrativos, a Fundação Carlos Chagas (FCC) concentra suas atividades em duas grandes áreas: pesquisa/educação e organização de concursos/processos seletivos. A banca pode ser contatada pelo telefone (11) 3723-4388, de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h.

Comentários

Mais Lidas