Qualidade de vida

Concursos: conheça as melhores cidades para mirar a aprovação

Em tempos de escassez de editais de órgãos federais e estaduais, concurseiros têm buscado cada vez mais concursos de âmbito municipal. Veja as 10 melhores cidades para se viver no Brasil

Redação
Publicado em 03/12/2019, às 15h22

Concursos municipais
Divulgação

Em tempos de escassez de concursos federais e estaduais, muitos concurseiros têm buscado uma oportunidade de ingressar na carreira pública por meio de seleções municipais, abertas por Prefeituras, Câmaras, Serviços Autônomos de Água e Esgoto (SAAE), entre outros órgãos.

Embora os salários não sejam tão altos quanto os oferecidos por cargos de outras esferas, a maioria dos concursos de âmbito municipal garante a tão almejada estabilidade profissional, por meio de contratação sob o regime estatutário.

Como cada cidade conta com apenas uma Prefeitura, uma Câmara e um SAAE, muita gente não se restringe apenas aos órgãos de seu próprio município, buscando oportunidades principalmente em cidades vizinhas. Entretanto, há aqueles também que se predispõe a mudar para municípios mais distantes, às vezes até em outros Estados.

Você pode estar se perguntando: até que ponto vale a pena mudar para determinada cidade apenas por causa do emprego? A qualidade de vida - determinada pelo IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) - é um dos principais indicadores de que a cidade apresenta boas condições para se viver.

Para auxiliar aqueles que estão pensando em buscar uma oportunidade longe de casa, separamos as 10 melhores cidades para se viver no Brasil:

10. Jundiaí (SP)

A apenas 57 km da capital paulista, a cidade de Jundiaí está localizada a uma altitude de 762 metros no interior do Estado de São Paulo. Ela conta com uma população de 409.497 habitantes, segundo o Censo do IBGE de 2017, e expectativa de vida de 76,94 anos, estando em 11° lugar no ranking de IDH da ONU.

De acordo com uma pesquisa de 2013 realizada pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (FIRJAN), Jundiaí é a nona cidade do Brasil com maior qualidade de vida.

O município tem mais de 23 mil estabelecimentos nos setores de serviços, comércio, indústria e agropecuária. Na área rural, possui em seu roteiro turístico um circuito de adegas. Também apresenta muitos equipamentos culturais, o que inclui 11 museus e 12 parques ou jardins botânicos.

Confira os concursos na cidade de Jundiaí SP

9. Valinhos (SP)

Também no Estado de São Paulo, o município de Valinhos está situado na Região Metropolitana de Campinas e ocupa o 12° lugar no ranking da ONU, com um índice total de 0,819.

A cidade possui uma população de 122.163 habitantes, cuja expectativa de vida é de 76,01 anos, e tem como principais atividades econômicas os serviços, a indústria, a agropecuária e, mais recentemente, o agroturismo. É também conhecida pelas belezas naturais, como cascatas e matas nativas.

Confira os concursos na cidade de Valinhos SP

8. Curitiba (PR)

Curitiba é a terceira capital estadual no ranking da ONU, em décima posição e com índice total de 0,823. Em 2016, o IBGE estimou a população da cidade em 1.893.997 habitantes, com expectativa de vida de 76,3 anos.

Curitiba é internacionalmente conhecida por suas inovações urbanísticas e cuidados com o meio-ambiente. Além disso, serviços, comércio e indústria são as principais atividades econômicas de Curitiba, que também possui agitada vida cultural e noturna, nos quais destacam-se equipamentos culturais, como o Museu Oscar Niemeyer, e eventos como o Festival de Teatro de Curitiba.

Confira os concursos na cidade de Curitiba PR

7. Brasília (DF)

A capital federal aparece na nona posição da lista da ONU, com pontuação de 0,824. A expectativa de vida local é de 77,35 anos e a população estimada pelo IBGE em 2016 era 2.977.216 habitantes.

Brasília tem o maior PIB per capita entre as capitais brasileiras. Ela abriga os três poderes da República e é famosa pelo seu projeto arquitetônico, tendo sido classificada como patrimônio cultural pela Unesco.

Embora seja uma cidade administrativa, ela conta com uma diversificada vida cultural e artística e promove tanto o turismo cívico quanto o ecoturismo.

Confira os concursos na cidade de Brasília DF

6. Niterói (RJ)

Niterói tem o sétimo IDH entre os municípios brasileiros e o maior do Estado do Rio de Janeiro, com índice total é 0,837. Sua população estimada pelo IBGE em 2016 era de 499.479 habitantes e expectativa de vida de 76,23 anos.

A cidade litorânea tem a maior renda per capita domiciliar do Brasil, informou o IBGE, sendo que turismo, comércio e serviços são suas principais atividades econômicas. Ela ainda conta com locais históricos, como fortes, fortalezas e vilarejos, além de centros culturais modernos, como o Museu de Arte Contemporânea e a Fundação Oscar Niemeyer. Em beleza natural, destacam-se as praias oceânicas, pedras e parques nacionais e estaduais.

Confira os concursos na cidade de Niterói RJ

5. Santos (SP)

Santos é o maior município do litoral paulista e abriga o maior porto da América Latina, de onde vem sua principal força econômica, através do turismo, pesca e comércio. A cidade apresenta índice de IDH total de 0,840

Em 2010, Santos possuía uma população estimada de 419.400 habitantes, segundo o IBGE, com expectativa de vida de 76,13 anos.

A cidade conta com sete quilômetros de praia com projeto paisagístico e tem uma vida noturna agitada, com restaurantes, teatros e outros eventos culturais.

Confira os concursos na cidade de Santos SP

4. Vitória (ES)

Assim como Florianópolis, Vitória é uma capital que se localiza em uma ilha. Ela ocupa o quarto lugar no ranking de IDH da ONU, empatada com Balneário Camboriú. Com população de 363.140 habitantes, segundo estimativa feito pelo IBGE em 2017, e expectativa de vida de 76,28 anos, o município conquistou a pontuação geral de 0,845,

Entre as atrações naturais da cidade estão nove parques municipais e diversas praias, como a de Camburi, com seis quilômetros de extensão.

Confira os concursos na cidade de Vitória ES

3. Balneário Camboriú (SC)

Dona de manifestações tradicionais e culinária particular, a cidade de Balneário Camboriú, também localizada no Estado de Santa Catarina, possui IDH total de 0,845 no ranking de qualidade de vida.

O município, que conta com 124.557 habitantes segundo estimativa feita pelo IBGE em 2014, conta com intenso turismo vindo do Paraná, Rio Grande do Sul, Argentina, Uruguai e Chile. 

Confira os concursos na cidade de Balneário Camboriú

2. Florianópolis (SC)

Florianópolis é a primeira capital brasileira do ranking de IDH da ONU, com IDH de 0.847 e população estimada em 469.690 habitantes em 2015, cuja expectativa de vida é de 77,35 anos.

Os principais alicerces da economia do município são: tecnologia da informação, o turismo e os serviços. Com 42 lindas praias e pontos repletos de história e tradições locais, o turismo também aparece como um forte impulso econômico.

Confira os concursos na cidade de Florianópolis SC

1. São Caetano do Sul (SP)

A primeira colocada no ranking da ONU de cidades brasileiras, São Caetano do Sul aparece com o mais alto IDH (0,862). O município conta com uma população estimada de 158.825 mil habitantes (2016) e expectativa de vida de 78,2 anos (IDH 0,887).

A economia de São Caetano do Sul, como todas as cidades do ABC paulista, é marcada pelo comércio e pela indústria, sobretudo a automobilística. Apesar disso, a cidade possui bastante natureza espalhada por seus sete parques municipais.

Confira os concursos na cidade de São Caetano do Sul SP

concursos publicos

Comentários

Mais Lidas