480 vagas e cadastros

Publicada assinatura do contrato com a banca do concurso TJ AM 2019

De acordo com presidente do TJ AM (Tribunal de Justiça do Amazonas), desembargador Yedo Simões de Oliveira, novo concurso TJ AM 2019 terá 480 vagas, sendo 160 imediatas e três vezes este número para cadastros

Fernando Cezar Alves
Publicado em 30/05/2019, às 14h42 - Atualizado em 04/06/2019, às 12h21

Sede do Tribunal de Justiça do Amazonas
Ana Graziela Maia/G1

TJ AM (Tribunal de Justiça do Amazonas), divulgou, na última sexta-feira, 31 de maio, por meio de publicação em diário oficial, a assinatura do contrato com a banca organizadora do seu novo  concurso público 2019 . De acordo com o presidente do órgão, desembargador Yedo Simões de Oliveira, a seleção contará com 480 postos, sendo 160 para preenchimento imediato e 320 para formar cadastro reserva de pessoal.  Das 160 imediatas, 140 serão para o cargo de assistente judiciário, que pede apenas ensino médio, e as 20 restantes para analista judiciário, de nível superior. A confirmação ocorreu durante evento para a assinatura do contrato com a banca, que será o Cebraspe.  "O concurso irá ofertar 160 vagas, mas vamos fazer um cadastro reserva com três vezes esse número, para que atenda as possíveis necessidades que surgirem no Tribunal. Os aprovados dentro das 160 vagas provavelmente serão convocados no ano que vem", disse, no início da semana .  

A previsão é de que o edital de abertura de inscrições seja publicado no início do segundo semestre, com aplicação das provas objetivas até novembro. A intenção inicial, de acordo com o presidente, era iniciar o certame em janeiro, o que acabou não se concretizando. O concurso será para substituição de pessoal temporário.

O concurso TJ AM é aguardado desde 4 de julho de 2018, quando anunciado pelo presidente do órgão  durante solenidade de posse no cargo.  

A comissão é presidida pelo presidente do TJ AM, desembargador Yedo Simões, e conta,ainda, como juiz coordenador, o juiz auxiliar da presidência, Alexandre Henrique Novaes de Araújo. Como  coordenador-administrativo conta com o secretário-geral administrativo do órgão,  Messias Augusto Lima Belchior Andrade. Também fazem parte da comissão os servidores Cyntia Kazuko, Mauro Saraiva, Eduardo Martins, Wiulla Garcia, Hernan Batalha e Camila Leite.

Veja como será a distribuição das ofertas do concurso TJ AM

Das 140 vagas destinadas para o cargo de assistente de nível médio do concurso TJ AM,  127 serão destinadas para a comarca de Manaus e 13 para o interior, sendo sete para a sub-região de Alto Solimões (incluindo as comarcas de Atalaia do Norte, Benjamin Constant, São Paulo de Olivença, Santo Antônio do Içá, Tabatinga e Amaturá) e seis para a sub-região do baixo Amazonas, abrangendo as comarcas de Parintins, Barreirinha, Boa Vista do Ramos, Nhamundá, São Sebastião do Uatumã e Urucará.

Em termos de áreas de atuação, das 127 destinadas para a capital, 100 serão sem área definida, dez para programador, 15 para suporte ao usuário de informática e duas para  técnico em segurança do trabalho.

No caso do interior, das sete para a sub-região do Alto Solimões, seis serão para assistente judiciário geral e uma para suporte de usuário de informática. Das seis para a sub-área do Baixo Amazonas, cinco são para assistente judiciário geral e uma para suporte ao usuário de informática.

No caso de analista de nível superior, todas as 20 vagas serão para a capital, sendo cinco para analista de sistemas, uma para arquivologia, uma para biblioteconomia, três para contabilidade, duas para direito, duas para engenharia civil, uma de estatística, uma de médico do trabalho, duas para psicologia e duas para serviço social.   

Saiba o valor das taxas de inscrição do concurso do TJ AM

O TJ AM já definiu os valores que serão cobrados pela taxa de inscrição em seu concurso público  2019. No caso de assistente judiciário de ensino médio serão cobrados R$ 90 dos candidatos, enquanto para os analistas judiciários de nível superior, o valor foi estipulado em R$ 150.

Saiba como serão as provas do concurso TJ AM 2019   

A seleção do concurso do TJ AM 2019 será feita por meio de duas etapas, incluindo provas objetivas na primeira e análise de títulos apresentados na segunda. Os exames serão aplicados em um domingo, com data ainda a ser confirmada, com horários diferenciados de acordo com o cargo pretendido.

Para as vagas do Alto Solimões, as provas objetivas serão aplicadas somente na cidade de Tabatinga e para as vagas da região do Alto Amazonas, somente em Parintins.

Saiba como foi o último concurso do TJ AM 

O último concurso do TJ AM ocorreu em 2015, quando foram oferecidas 51 vagas para o cargo de notário de cartórios, destinadas a quem possui formação de nível superior em direito ou com dez anos de atividade na função.

Antes disso, em 2013, o órgão realizou um concurso para o preenchimento de 300 vagas, em diversos cargos, para todos os níveis de escolaridade, além de formar cadastro reserva de pessoal.   A banca organizadora, na ocasião, foi a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Como se preparar para o concurso TJ AM 2019


Quem busca se preparar para o concurso TJ AM pode analisar o último edital publicado e começar a se preparar através das provas anteriores.

Existem bancas examinadoras que aplicam diferentes critérios, a atenção aos detalhes é fundamental para o seu melhor rendimento no processo de seleção. 


  

Mais Lidas