Edital de 200 vagas no TJ AM está previsto para este mês

De acordo com presidente do TJ AM (Tribunal de Justiça do Amazonas), desembargador Yedo Simões de Oliveira, seleção deverá ser para diversos cargos

JC Concursos - Fernando Cezar Alves - Informe o Erro
Publicado: 14/01/2019 - 12:15 | Atualizado: 14/01/2019 - 16:19

A publicação do edital do novo concurso público do TJ AM (Tribunal de Justiça do Amazonas)  segue prevista para ocorrer já nos próximos dias, ainda em janeiro. De acordo com o presidente do órgão, desembargador Yedo Simões de Oliveira,  a oferta será de 200 vagas, destinadas principalmente para substituição de pessoal temporário que atua no órgão.  

a liberação do documento depende apenas de ajustes finais, que estão sendo feitos com a banca organizadora do concurso, que será o Instituto de Estudos Superiores do Extremo Sul (Ieses).   

O concurso é augardado desde 4 de julho, quando anunciado pelo presidente do órgão  durante solenidade de posse no cargo. Embora a distribuição das vagas pelos cargos não tenha sido divulgado, a expectativa é de que conte com oportunidades para quem possui níveis fundamental, médio e superior, para preenchimento imediato e formação de cadastro reserva de pessoal.

A comissão é presidida pelo presidente do TJ/AM, desembargador Yedo Simões, e conta,ainda, como juiz coordenador, o juiz auxiliar da presidência, Alexandre Henrique Novaes de Araújo. Como  coordenador-administrativo conta com o secretário-geral administrativo do órgão,  Messias Augusto Lima Belchior Andrade. Também fazem parte da comissão os servidores Cyntia Kazuko, Mauro Saraiva, Eduardo Martins, Wiulla Garcia, Hernan Batalha e Camila Leite.

“Uma das primeiras medidas adotadas pela comissão será o levantamento das principais resoluções e leis que normatizam o provimento de cargos no Tribunal de Justiça. A partir da junção dessas informações vamos ter a noção exata do número de vagas que deverão ser criadas para o certame. Mas o importante é ressaltar que serão vagas para todo o Estado com cadastro de reserva. Estaremos a partir desta primeira reunião, com uma agenda de encontros semanais para dar andamento às medidas administrativas que visam à realização do concurso, sob a orientação do desembargador Yedo Simões, que preside a comissão”, afirmou, em julho, Messias Andrade, coordenador administrativo da Comissão.  

No dia da posse, o presidente do órgão ressaltou que “antes do lançamento do edital, seguiremos todo o rito e consultaremos o Executivo quanto à possibilidade de alterações na Lei de Diretrizes orçamentárias (LDO), objetivando um incremento orçamentário para a promoção deste concurso e a conseguinte nomeação dos aprovados”, disse.

Último Concurso

 

O último concurso do órgão ocorreu em 2015, quando foram oferecidas 51 vagas para o cargo de notário de cartórios, destinadas a quem possui formação de nível superior em direito ou com dez anos de atividade na função.

Antes disso, em 2013, o órgão realizou um concurso para o preenchimento de 300 vagas, em diversos cargos, para todos os níveis de escolaridade, além de formar cadastro reserva de pessoal.   A banca organizadora, na ocasião, foi a Fundação Getúlio Vargas (FGV).
  

Notícias TJ

Mais Lidas

Mais Recentes

Shopping