Ensino médio

Edital do concurso TJ CE 2019 para 328 vagas deve ser publicado em julho

Novo concurso público do TJ CE (Tribunal de Justiça do Ceará) contará com vagas imediatas e cadastro reserva de pessoal para o cargo de técnico judiciário, que conta apenas com exigência de ensino médio e remuneração inicial de R$ 3,9 mil.

Fernando Cezar Alves
Publicado em 20/05/2019, às 11h25 - Atualizado em 13/06/2019, às 15h25

Sede do Tribunal de Justiça do Ceará
Divulgação

O concurso público TJ CE 2019 (Tribunal de Justiça do Estado do Ceará) deve ter seu edital de abertura de inscrições publicado no decorrer de julho. A liberação depende apneas de ajustes que estão sendo feitos com a banca organizadora, que será a Fundação Getúlio Vargas (FGV).  De acordo com informações preliminares, a seleção deverá contar com uma oferta de 328 vagas para o cargo de técnico judiciário, destinado a quem possui apenas ensino médio.  A remuneração inicial da carreira atualmente é de R$ 3.913,43. Também já está certo que a seleção contará com a possibilidade de formar cadastro reserva de pessoal, além das vagas imediatas que serão oferecidas.

Do total de postos para técnicos, que serão oferecidos no novo concurso TJ CE 2019, 287 deverão ser para a área judiciária, sendo sete imediatas e 280 cadastros; e 41 para a área técnico-administrativa, em áreas que ainda serão confirmadas, sendo uma imediata e 40 cadastros.  

As oportunidades para a área judiciária serão voltadas para o interior do estado, enquanto os postos da área administrativa serão para Fortaleza


• CURSO ENSINO MÉDIO E SUPERIOR

A comissão do concurso tem como presidente a desembargadora Marlúcia Araújo Bezerra. Como coordenadora, foi indicada a secretária de gestão de pessoas do órgão, Vládia Santos Teixeira. Conta, ainda, com os seguintes membros: Alexandre Diogo de Saboya Cruz; Lya Vasconcelos Lima Gomes e Giovana Augusta Brasileiro Lobo.

Saiba como foi o último Concurso do TJ CE

O último concurso do TJ CE ocorreu em 2014, quando foram oferecidas 238 vagas, sendo 120 para técnicos e 118 para analistas. No caso de técnicos, as opções foram para as áreas judiciária, técnico administrativo, técnico administrativo – desenho auxiliado por computador e técnico administrativo na área de edificações.

A banca organizadora foi o Cespe/UnB e a prova objetiva contou com 80 questões, sendo 30 de conhecimentos básicos e 50 de conhecimentos específicos. Além disso, o concurso contou com uma prova discursiva e, para a classificação final, também foram considerados títulos.  

Na parte de conhecimentos básicos foram abordados temas de língua portuguesa, noções de informática e código de organização judiciária do estado do Ceará.   
     

Mais Lidas