Níveis médio e superior

Concurso TJ MG 2019 para 2ª instância em ajustes finais

Novo concurso TJ MG 2019 (Tribunal de Justiça de Minas Gerais) contará com oportunidades em diversas áreas. Iniciais de até R$ 4,3 mil

Fernando Cezar Alves
Publicado em 03/05/2019, às 12h27 - Atualizado em 09/08/2019, às 08h04

Concurso TJ MG 2019 - Sede do Tribunal de Justiça de Minas Gerais
Divulgação

O concurso TJ MG 2019  (Tribunal de Justiça de Minas Gerais)  para preenchimento de vagas na segunda instância segue com o edital em fase de ajustes finais. A expectativa é de que seja publicado no decorrer dos próximos dias, assim que concluídos os últimos acertos, em conjunto com a banca, que será o Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC).

Concurso TJ MG 2019 - Saiba que cargos serão oferecidos

Embora o número de vagas não tenha sido anunciado, já está certo que o concurso TJ MG 2019 contará com oportunidades para os cargos de oficial judiciário classe D, que pede ensino médio ou técnico; e técnico judiciário classe C, para quem possui nível superior. As remunerações iniciais serão de R$ 2.769,46 para os oficiais e R$ 4.337,09 para técnicos. 

No caso de oficial, as oportunidades serão para as especialidades de assistente técnico de controle financeiro, assistente técnico de sistemas e oficial judiciário.
Para técnicos, as opções serão para administrador de banco de dados, administrador de rede, analista de sistemas, enfermeiro, engenheiro civil, engenheiro eletricista, engenheiro mecânico, estatístico, médico, cirurgião dentista e técnico judiciário.  

De acordo com o projeto básico do concurso, as taxas serão de R$ 70 para cargos de ensino médio e R$ 90  para nível superior, sendo permitida a inscrição para duas carreiras, desde que seja uma de cada nível escolar.

Concurso TJ MG 2019  - Como serão as provas

De acordo com o projeto básico do concurso TJ MG 2019 para a 2ª instância, a seleção contará com provas objetivas e discursivas. A primeira contará com 60 questões, variando de acordo com o cargo. 

Para oficial nas especialidades de assistente técnico de controle financeiro haverá questões de língua portuguesa, noções de direito, noções de informática, conhecimentos específicos e raciocínio lógico-matemático.

Para oficial na especialidade de assistente técnico de sistemas, língua portuguesa, noções de direito, inglês técnico, conhecimentos específicos e raciocínio lógico-matemático.

Para oficial, na especialidade oficial judiciário, língua portuguesa, noções de direito, noções de informática, atos de ofício e raciocínio lógico-matemático.
Para técnico nas especialidades enfermeiro, engenheiro civil, engenheiro eletricista, engenheiro mecânico, estatístico e médico, língua portuguesa, noções de direito, noções de informática, conhecimentos específicos e raciocínio lógico-matemático.

Para técnico nas especialidades administrador de banco de dados, administrador de rede e analista de sistemas, língua portuguesa, noções de direito, inglês técnico, conhecimentos específicos e raciocínio lógico-matemático.

Por fim, para técnico na especialidade técnico judiciário, língua portuguesa, noções de informática, conhecimentos específicos e raciocínio lógico-matemático.

Prova anterior TJ MG

Para auxiliar nos estudos, o JC Concursos liberou provas anteriores de Tribunais de Justiça, além dos gabaritos para consulta das questões aplicadas. É importante avaliar se a organizadora será a mesma para o novo concurso TJ MG, direcionando a preparação para o estilo da banca.

Comentários

Mais Lidas