Publicado: 10/10/2018 - 09:06 | Atualizado: 11/10/2018 - 14:56
Publicado: 10/10/2018 - 09:06 | Atualizado: 11/10/2018 - 14:56

Concurso CRP SP: prorrogadas inscrições para 275 vagas

Edital apresenta chances para analista e psicólogo, com vencimentos acima de R$ 7,6 mil. Prova está marcada para 2 de dezembro

11 regiões

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

Foram prorrogadas as inscrições do concurso do CRP SP (Conselho Regional de Psicologia de São Paulo) e agora o prazo termina no dia 5 de novembro Ao todo, a seleção preencherá 275 vagas, sendo sete imediatas e 268 para cadastro reserva (CR).

O edital tem oportunidades para analista superior (1 posto + 24 CR) e psicólogo analista técnico (6 + 244 CR). Ambas as carreiras cobram curso superior em psicologia e têm jornada semanal de 40 horas. 

Os vencimentos correspondem a R$ 7.675,58, já considerando o salário-base (R$ 6.197,58) e os vales refeição (R$ 990) e alimentação (R$ 488). O CRP SP também concede convênio médico e odontológico, vale transporte e plano de carreira. 

As chances de analista superior têm lotação na cidade de São Paulo. Já as ofertas para psicólogo estão distribuídas, além da capital, entre Assis, Bauru, Campinas, Mogi das Cruzes, Ribeirão Preto, Santos, São José do Rio Preto, Sorocaba e as regiões do Grande ABC e Vale do Paraíba. 

Concurso CRP SP: inscrição e etapas

O Instituto Quadrix, banca que organiza a seleção, recebe inscrições exclusivamente pela internet, por meio do endereço http://www.quadrix.org.br. A taxa de participação custa R$ 75.  

• APOSTILAS CONCURSO CRPS SP 2018 - ANALISTA E PSICÓLOGO

A primeira fase terá provas objetiva e discursiva, marcadas para 2 de dezembro, conforme retificação do cronograma divulgada em 13 de setembro. Haverá aplicação nos municípios de São Paulo, Assis, Bauru, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto. 

O conteúdo programático inclui língua portuguesa, informática, raciocínio lógico e matemático, atualidades, ética no serviço público, direito constitucional e conhecimentos específicos. 

A seleção será finalizada com avaliação de títulos e experiência profissional. A entrega dos documentos à empresa examinadora está agendada para os dias 7 e 8 de fevereiro.

O concurso do CRP SP terá validade de dois anos, prorrogável por mais dois, a critério do conselho, conforme estabelece o edital.

Concurso CRP SP: atribuições dos cargos

Analista - Orientar a programação, execução e avaliação de ações de capacitação e de desenvolvimento profissional e institucional; Elaborar programas de avaliação de desempenho; Realizar estudos e intervenções dirigidas à saúde do trabalhador; Acompanhar as atividades da Comissão de Saúde do Trabalhador – COMSAT; Realizar as atividades de recrutamento e seleção de estagiários e temporários e jovens aprendizes; Fazer o acompanhamento de performance dos estagiários, temporários e jovens aprendizes; Planejar, aplicar e avaliar pesquisas para a avaliação da gestão e das relações do trabalho, propondo soluções e medidas para alinhamento da prestação de serviços do CRP; Planejar, executar, acompanhar e avaliar ações de treinamento, desenvolvimento e capacitação dos funcionários do Conselho; Acompanhar a execução do Plano de Cargos, Carreiras e Salários – PCCS, coordenando e/ou executando o processo de ascensão funcional; Manter sistematicamente a divulgação de normativos internos de pessoal; Elaborar e atualizar publicações referentes à gestão de pessoas; Planejar, elaborar, coordenar, acompanhar, assessorar, pesquisar e executar procedimentos e programa, relativos à área de Psicologia Organizacional e do Trabalho; Preparar e apresentar sistematicamente relatórios de atuação e performance de sua unidade; Manter-se atualizado com a legislação da psicologia e técnicas referentes a Psicologia Organizacional e do Trabalho; Realizar outras atividades correlatas da unidade de lotação.

Psicólogo - Realizar atividades de atendimento ao profissional e ao público em geral bem como atividades de caráter técnico que envolva redação, pesquisa e digitação; Preparar, organizar, atualizar e conferir arquivos, documentos e relatórios; Fornecer subsídios para análise e tomada de decisão; Atender as solicitações pertinentes a área técnica do CRP SP (Orientação, Ética, Análise de Títulos de Especialistas, Direitos Humanos, Políticas Públicas, CPL e outras) ou Grupos de Trabalhos Específicos criados pelo CRP SP; Efetuar o registro das solicitações, interpretar e encaminhar ao demandante, como subsídios para as ações do CRP-SP; Elaborar pareceres e relatórios técnicos relacionados a questões de orientação, fiscalização, ética, análise de títulos de especialistas e outros relativos a campos de inserção e interesse da Psicologia, relacionados ao trabalho do CRP SP; Realizar atividades de orientação à categoria, por meio de atendimentos telefônicos, escritos, e presenciais, participação em debates e encontros coletivos com psicólogos; Manter sistema de informação atualizado de todas as solicitações recebidas e encaminhadas para conhecimento interno e da direção do CRP-SP; Realizar atividades de Fiscalização conforme definido pelo Conselho instituições e locais que prestam serviços de Psicologia; Assessorar tecnicamente processos de tomada de decisões e promoção de debates em relação a dimensão ética do exercício profissional da psicologia; Manter-se atualizado em relação às referências técnicas e legais que orientem o exercício profissional ou estejam a ele relacionados; Acompanhar e subsidiar tecnicamente diretrizes produzidas pelo CRP SP relativas a intervenção da Psicologia nas Políticas Públicas nas diversas áreas e campos de atuação; Assessorar tecnicamente a participação do CRP SP em ações em interface com outras entidades, relacionadas ao exercício profissional da psicologia na sociedade; Realizar pesquisa e coleta de dados e informações técnicas com o apoio jurídico no Sistema Conselho e outros órgãos similares; Realizar diligências para a averiguação de denúncias ou indícios de infração; Realizar outras atividades correlatas da unidade de lotação.

Concurso CRP SP: o que estudar para a prova

Língua portuguesa - 1 Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados. 2 Reconhecimento de tipos e gêneros textuais. 3 Domínio da ortografia oficial. 4 Domínio dos mecanismos de coesão textual. 4.1 Emprego de elementos de referenciação, substituição e repetição, de conectores e de outros elementos de sequenciação textual. 4.2 Emprego de tempos e modos verbais. 5 Domínio da estrutura morfossintática do período. 5.1 Emprego das classes de palavras. 5.2 Relações de coordenação entre orações e entre termos da oração. 5.3 Relações de subordinação entre orações e entre termos da oração. 5.4 Emprego dos sinais de pontuação. 5.5 Concordância verbal e nominal. 5.6 Regência verbal e nominal. 5.7 Emprego do sinal indicativo de crase. 5.8 Colocação dos pronomes átonos. 6 Reescrita de frases e parágrafos do texto. 6.1 Significação das palavras. 6.2 Substituição de palavras ou de trechos de texto. 6.3 Reorganização da estrutura de orações e de períodos do texto. 6.4 Reescrita de textos de diferentes gêneros e níveis de formalidade. 7 Correspondência oficial (conforme Manual de Redação da Presidência da República ). 7.1 Aspectos gerais da redação oficial. 7.2 Finalidade dos expedientes oficiais. 7.3 Adequação da linguagem ao tipo de documento. 7.4 Adequação do formato do texto ao gênero.

Informática - 1 Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: tipos de computadores, conceitos de hardware e de software, instalação de periféricos. 2 Edição de textos, planilhas e apresentações (ambiente Microsoft Office, versões 2010, 2013 e 365). 3 Noções de sistema operacional (ambiente Windows, versões 7, 8 e 10). 4 Redes de computadores: conceitos básicos, ferramentas, aplicativos e procedimentos de Internet e intranet. 5 Programas de navegação: Mozilla Firefox e Google Chrome. 6 Programa de correio eletrônico. 7 Sítios de busca e pesquisa na Internet. 8 Conceitos de organização e de gerenciamento de informações, arquivos, pastas e programas. 9 Segurança da informação: procedimentos de segurança. 10 Noções de vírus, worms e pragas virtuais. 11 Aplicativos para segurança (antivírus, firewall, antispyware etc.). 12 Procedimentos de backup.

Raciocínio lógico e matemático - 1 Operações, propriedades e aplicações (soma, subtração, multiplicação, divisão, potenciação e radiciação). 2 Princípios de contagem e probabilidade. 3 Arranjos e permutações. 4 Combinações. 5 Conjuntos numéricos (números naturais, inteiros, racionais e reais) e operações com conjuntos. 6 Razões e proporções (grandezas diretamente proporcionais, grandezas inversamente proporcionais, porcentagem, regras de três simples e compostas). 7 Equações e inequações. 8 Sistemas de medidas. 9 Volumes. 10 Compreensão de estruturas lógicas. 11 Lógica de argumentação (analogias, inferências, deduções e conclusões). 12 Diagramas lógicos.

Atualidades - 1 Tópicos relevantes e atuais de diversas áreas, tais como recursos hídricos, segurança, transportes, política, economia, sociedade, educação, saúde, cultura, tecnologia, energia, relações internacionais, desenvolvimento sustentável e ecologia.

Ética no serviço público - 1 Ética e moral. 2 Ética, princípios e valores. 3 Ética e democracia: exercício da cidadania. 4 Ética e função pública. 5 Ética no setor público. 5.1 Lei nº 8.429/1992 e suas alterações: disposições gerais; atos de improbidade administrativa.

Direito constitucional - 1 Constituição. 1.1 Conceito, classificações, princípios fundamentais. 2 Direitos e garantias fundamentais. 2.1 Direitos e deveres individuais e coletivos, direitos sociais, nacionalidade, cidadania, direitos políticos. 3 Administração Pública. 3.1 Disposições gerais, servidores públicos.

Conhecimentos específicos (analista) - 1 Gestão de pessoas nas organizações. 1.1 Sistemas modernos de gestão de recursos humanos. 1.1.1 Ferramentas de gestão e estilos de liderança. 1.1.2 A negociação no contexto organizacional. 1.1.3 Gerenciamento da pluralidade nas empresas. 1.2 Planejamento estratégico da gestão de pessoas. 1.3 Gerenciamento de conflitos. 1.4 Clima e cultura organizacional. 2 Política de desenvolvimento organizacional. 2.1 O novo conceito de treinamento e desenvolvimento para educação continuada. 2.1.1 Organizações de aprendizagem. 2.1.2 O desafio de aprender e os conceitos de talento. 2.1.3 Gestão por Competências. 2.2 Elaboração de projetos de desenvolvimento de pessoas: fases, procedimentos, diagnóstico, planejamento, execução, acompanhamento e avaliação. 3 Psicodinâmica do trabalho e prevenção de saúde do trabalhador. 3.1 Atuação dos profissionais de recursos humanos junto às equipes multidisciplinares e interdisciplinares voltadas para a saúde do trabalhador dentro e fora do mundo do trabalho. 3.2 Prevenção da saúde dos trabalhadores nas organizações. 3.3 Ergonomia da atividade e psicopatologia do trabalho. 3.4 Relação entre trabalho, processos de subjetivação e processos de saúde e adoecimento relacionado ao trabalho. 3.5 Práticas grupais. 3.6 Atuação do psicólogo na interface saúde/trabalho/educação. 3.7 Psicologia de grupo e equipes de trabalho: fundamentos teóricos e técnicos sobre grupos, conflitos no grupo e resolução de problemas. 4 Política de recrutamento e seleção. 4.1 Movimentação e captação de pessoas. 4.2 Técnicas e processo decisório, fontes e meios de recrutamento. 4.3 Planejamento, técnicas, avaliação e controle de resultados do processo seletivo. 4.4 Rotação de pessoal e absenteísmo. 5 Avaliação de Desempenho (360 graus). 6 Pesquisa e intervenção em psicologia organizacional e do trabalho. 7 Comprometimento, motivação e satisfação no trabalho. 8 Bem-estar, saúde e qualidade de vida no contexto das organizações. 9 Discriminação, Assédio Sexual e Assédio Moral no Trabalho 10 Preparação para a Aposentadoria. 11 Ética do psicólogo organizacional. 12 Gestão de pessoas e da diversidade: conceitos, sujeitos, atributos da diversidade, políticas afirmativas nas organizações. 13 Gestão de pessoas no setor público: tendências e gestões atuais. 14 Qualidade de vida. 15 Comprometimento, motivação e envolvimento no trabalho. 16 Legislação específica: 16.1 Lei nº 4.119/1962 (dispõe sobre os cursos de formação em Psicologia e regulamenta a profissão de Psicólogo). 16.2 Lei nº 5.766/1971 (cria o Conselho Federal e os Conselhos Regionais de Psicologia e dá outras providências). 16.3 Resolução CFP nº 10/2005 (aprova o Código de Ética Profissional do Psicólogo). 16.4 Resolução CFP nº 010/2007 (institui a Política de Orientação e Fiscalização do Sistema Conselhos de Psicologia). 16.5 Lei nº 13.146/2015 (institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência - Estatuto da Pessoa com Deficiência). 16.6 Lei nº 11.788/2008 (dispõe sobre o estágio de estudantes). 16.7 Lei nº 10.097/2000 e Decreto nº 5.598/2005 (regulamentam a contratação de aprendizes). 16.8 Resolução CFP nº 007/2003 (institui o Manual de Elaboração de Documentos Escritos produzidos pelo psicólogo, decorrentes de avaliação psicológica). 16.9 Resolução CFP nº 1/2018 (estabelece normas de atuação para as psicólogas e os psicólogos em relação às pessoas transexuais e travestis). 16.10 Resolução CFP nº 9/2018 (estabelece diretrizes para a realização de Avaliação Psicológica no exercício profissional da psicóloga e do psicólogo). 16.11 Resolução CFP nº 002/2016 (regulamenta a Avaliação Psicológica em Concurso Público e processos seletivos de natureza pública e privada). 16.12 Resolução CFP nº 014/2011 (dispõe sobre a inclusão do nome social no campo "observação" da Carteira de Identidade Profissional do Psicólogo). 16.13 Resolução CFP nº 001/1999 (normas de atuação para os psicólogos em relação à questão da Orientação Sexual). 16.14 Resolução CFP nº 18/2002 (estabelece normas de atuação para os psicólogos em relação a preconceito e discriminação racial). 16.15 Lei nº 12.527/2011 (Lei de Acesso à Informação).

Conhecimentos específicos (psicólogo) - 1 Leis: 1.1 Lei nº 4.119/1962 (dispõe sobre os cursos de formação em Psicologia e regulamenta a profissão de Psicólogo). 1.2 Lei nº 5.766/1971 (cria o Conselho Federal e os Conselhos Regionais de Psicologia e dá outras providências). 1.3 Lei nº 8.069/1990 (Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA). 1.4 Lei nº 10.741/2003 (dispõe sobre o Estatuto do Idoso e dá outras providências). 1.5 Lei nº 10.216/2001 (dispõe sobre a proteção e os direitos das pessoas portadoras de transtornos mentais e redireciona o modelo assistencial em saúde mental). 1.6 Lei nº 6.839/1980 (dispõe sobre o registro de empresas nas entidades fiscalizadoras do exercício de profissões). 1.7 Lei nº 8.080/1990 (Sistema Único de Saúde - SUS). 1.8 Lei nº 13.140/2015 (dispõe sobre a mediação entre particulares como meio de solução de controvérsias e sobre a autocomposição de conflitos no âmbito da administração pública). 1.10 Lei nº 8.742/1993 (Lei Orgânica da Assistência Social – LOAS). 1.11 Lei nº 11.340/2006 (cria mecanismos para coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher - Lei Maria da Penha). 1.12 Lei nº 13.146/2015 (Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência - Estatuto da Pessoa com Deficiência). 1.13 Lei nº 12.435/2011 (dispõe sobre a organização da Assistência Social). 2 Decretos: 2.1 Decreto nº 53.464/1964 (regulamenta a Lei nº 4.119/1962, que dispõe sobre a Profissão de Psicólogo). 2.2 Decreto nº 79.822/1977 (regulamenta a Lei nº 5.766/1971, que criou o Conselho Federal e Conselhos Regionais de Psicologia e dá outras providências). 3 Resoluções CFP: 3.1 Resolução CFP nº 10/2005 (aprova o Código de Ética Profissional do Psicólogo). 3.2 Resolução CFP nº 010/2017 (institui a Política de Orientação e Fiscalização do Sistema Conselhos de Psicologia). 3.3 Resolução CFP nº 06/2007 (institui o código de processamento disciplinar e alterações trazidas pela Resolução CFP nº 07/2016, que institui e normatiza a Mediação e outros meios de solução consensual de conflitos nos processos disciplinares éticos no Sistema Conselhos de Psicologia, regulamentando a criação de Câmara de Mediação no âmbito das Comissões de Ética). 3.4 Resolução CFP nº 07/2003 (institui o Manual de Elaboração de Documentos produzidos pelo psicólogo decorrentes de Avaliações Psicológicas). 3.5 Resolução CFP 03/2007 (consolidação das Resoluções do CFP). 3.6 Resolução CFP nº 016/2001 (aprova o Regimento Interno do Conselho Regional de Psicologia da 6ª Região). 3.7 Resolução CFP nº 008/2010 (dispõe sobre a atuação do psicólogo como perito e assistente técnico no Poder Judiciário). 3.8 Resolução CFP nº 01/2009 (dispõe sobre a obrigatoriedade do registro documental decorrente da prestação de serviços psicológicos). 3.9 Resolução CFP nº 09/2018 (estabelece diretrizes para a realização de Avaliação Psicológica no exercício profissional da psicóloga e do psicólogo, regulamenta o Sistema de Avaliação de Testes Psicológicos - SATEPSI). 3.10 Resolução CFP nº 018/2002 (estabelece normas de atuação para os psicólogos em relação a preconceito e discriminação racial). 3.11 Resolução CFP nº 01/1999 (normas de atuação para os psicólogos em relação à questão da Orientação Sexual). 3.12 Resolução CFP nº 01/2018 (estabelece normas de atuação para as psicólogas e os psicólogos em relação às pessoas transexuais e travestis). 3.13 Resolução CFP nº 11/2018 (regulamenta a prestação de serviços psicológicos realizados por meios de tecnologias da informação e da comunicação). 4 Outros: 4.1 Declaração Universal dos Direitos Humanos (ONU). 4.2 Folders Série “CRP-SP ORIENTA” (disponível em: http://www.crpsp.org/site/interna.php?pagina=147). 4.3 Resolução do Conselho Econômico e Social da ONU nº 2002/2012 (Princípios Básicos para utilização de programas de Justiça Restaurativa em matéria criminal). 4.4 Resoluções MS/CNS nº 466/2012 e 510/2016 (aprova diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos). 4.5 Resolução CNS nº 218/1997 (reconhece como profissional de saúde de nível superior a categoria de Psicólogo). 4.6 Portaria MS nº 1271/2014 (define a Lista Nacional de Notificação Compulsória de doenças, agravos e eventos de saúde pública nos serviços de saúde públicos e privados em todo o te rritório nacional). 4.7 Resolução CNJ nº 125/2010 (dispõe sobre a Política Judiciária Nacional de tratamento adequado dos conflitos de interesses no âmbito do Poder Judiciário). 4.8 Resolução CRPSP nº 01/2016 (cria a Câmara de Mediação da Comissão de Ética do Conselho Regional de Psicologia da 6ª Região - CRP- 06 “CAM/COE” e aprova seu regulamento). 4.9 Resolução CRPSP nº 02/2016 (dispõe sobre procedimentos internos a serem adotados pelo CRP 06, nos casos de comprovado exercício irregular ou ilegal da profissão de Psicóloga/o). 4.10 Lei nº 12.527/2011 (Lei de Acesso à Informação).
 

Vídeos CRP

Mais Lidas

Mais Recentes

Shopping