RJ e PA

Concurso Marinha Mercante: saiu convocação para 2ª fase

Estão em disputa 285 vagas. Destinadas a candidatos de ambos os sexos, oportunidades exigem ensino médio completo e idade entre 17 e 23 anos

Samuel Peressin
Publicado em 24/09/2018, às 09h30

A Marinha Mercante já divulgou a relação de candidatos aprovados para a segunda fase (avaliação psicofísica) do concurso de admissão às Escolas de Formação de Oficiais (Efomm), prevista para ocorrer entre 18 de outubro e 23 de novembro. A classificação pode ser conferida clicando aqui

A seleção oferece 285 vagas. Desse total, 170 são para o Centro de Instrução Almirante Graça Aranha (Ciaga), no Rio de Janeiro/RJ, e 115 para o Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar (Ciaba), em Belém/PA.

Participam do processo seletivo candidatos de ambos os sexos com ensino médio completo e idade entre 17 e 23 anos (em 1º de janeiro de 2019).

As inscrições foram recebidas até 8 de junho, por meio do site www.ciaga.mar.mil.br. A taxa de participação custou R$ 65.

• APOSTILA CONCURSO EFOMM - OFICIAIS DA MARINHA MERCANTE

Nas demais etapas, os participantes convocados passarão por teste de suficiência física, entre 3 e 14 de dezembro; e período de adaptação/verificação de documentos, de 7 a 27 de janeiro de 2019.

Concurso Marinha Mercante 2018: estrutura do curso de formação

Os aprovados noconcurso da Marinha Mercante para ingresso nas Escolas de Formação de Oficiais farão a matrícula e iniciarão o curso em 28 de janeiro de 2019, conforme prevê o cronograma de atividades estabelecido no edital.

Os recrutas terão direito a alojamento, alimentação, uniformes, roupa de cama e assistências médica-odontológica, psicológica, social e religiosa, além de remuneração de R$ 1.176, de acordo com a tabela de remunerações das Forças Armadas.

AMarinha Mercante oferece aos estudantes opções de cursos em duas áreas: náutica ou máquinas. Na primeira, os alunos aprendem sobre manuseio dos equipamentos de convés, de navegação e de comunicações de bordo. Já o segundo ramo prepara os profissionais para condução e manutenção das instalações de máquinas de navios.

A formação acadêmica (três anos, em regime de internato) é seguida por um período de estágio realizado a bordo de embarcações mercantes (um ano para o curso de náutica e seis meses para o de máquinas).

Depois de formados, os militares recebem diploma de bacharelado em ciências náuticas e passam a integrar o Quadro de Oficiais da Reserva não remunerada da Marinha do Brasil, no posto de segundo tenente.

Sobre Marinha - Marinha do Brasil

Marinha do Brasil pertence as Forças Armadas do Brasil e é responsável por conduzir operações navais. É a maior da América do Sul e da América Latina e a segunda maior da América, depois da Marinha dos Estados Unidos.

A Marinha esteve envolvida na guerra de independência do Brasil. Por volta de 1880, a Armada Imperial Brasileira era a mais poderosa da América do Sul. Após a rebelião naval de 1893, houve um hiato em seu desenvolvimento, até 1905, quando o Brasil adquiriu dois dos dreadnoughts mais poderosos e avançados da época, o que provocou uma corrida armamentista naval com as nações vizinhas, sobretudo a Argentina e Chile. A Marinha do Brasil participou na Primeira Guerra Mundial e na Segunda Guerra Mundial, participando de patrulhas anti-submarinos no Atlântico.

Comentários

Mais Lidas