Concurso INMETRO: avança pedido no Planejamento

Solicitação de concurso do INMETRO encaminhado ao Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão deve ser para cargos de níveis médio, técnico e superior

JC Concursos - Camila Diodato - Informe o Erro
Publicado: 30/10/2018 - 12:59 | Atualizado: 03/12/2018 - 15:02

Avançou no Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) o pedido do concurso do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO), encaminhado em 30 de maio deste ano. No momento, a solicitação se encontra na Secretaria Executiva. Não foi revelado o número de oportunidades solicitadas ao Planejamento, mas a expectativa é de que seja um número similar ao requerido no ano passado, que era de 435 vagas. Do total de chances do pedido anterior, 131 são para assistente em metrologia e qualidade, 91 para técnico em metrologia e qualidade, 13 para especialista em metrologia e qualidade, 139 para pesquisador-tecnologista em metrologia e qualidade e 61 para analista em metrologia e qualidade. As funções de assistente e técnico se destinam aos profissionais com ensino médio completo e/ou curso técnico. Já os cargos de analista e pesquisador exigem formação superior, enquanto a posição de especialista requer doutorado há pelo menos dez anos. Os salários iniciais oferecidos correspondem a R$ 4.432,82 para técnico, R$ 4.716,42 para assistente, R$ 8.884,88 para analista e pesquisador e a R$ 17.885,54 para especialista. Nesses valores está incluso o auxílio-alimentação de R$ 458. A realização do novo concurso do INMETRO depende de autorização por parte do Planejamento. Como o pedido apresentou avanços importantes, é grande a probabilidade de que o aval seja liberado logo. 

Último concurso do INMETRO

 Em 2014, o instituto lançou edital com 80 oportunidades para os mesmos cargos solicitados este ano. Na ocasião, a banca organizadora foi o Idecan e, das chances, 58 foram para o Rio de Janeiro, 12 para o Rio Grande do Sul e dez para Goiás.  Exceto o posto de especialista, todos os demais tiveram como triagem a prova objetiva com 60 questões de múltipla escolha sobre conhecimentos básicos e específicos. Candidatos às colocações de pesquisador-técnico e analista ainda passaram por um teste dissertativo e um curso de formação com carga de 120 horas.  O processo seletivo do especialista consistiu em prova de defesa e arguição pública de memorial; exame de defesa e arguição pública de plano de trabalho; contagem por ponto de título; e produção científica e tecnológica. 

Vídeos INMETRO

William Douglas dá dicas para a sua aprovação


Concursos Relacionados

Mais Lidas

Mais Recentes

Shopping