Preparação!

Enem 2019: Dicas para fazer uma boa redação

Marcada para novembro, as provas do Enem 2019 merecem muita atenção dos candidatos. Veja dicas sobre a redação

Douglas Terenciano
Publicado em 17/07/2019, às 11h17

Enem dicas redação
Divulgação

Com a proximidade do Enem 2019, que será aplicado no próximo mês de novembro, é hora de revisar cuidadosamente os conteúdos estudados ao longo do ano e aperfeiçoar alguns detalhes para conseguir a nota máxima na redação. Pensando nisso, elaboramos esse post, sobre o que é preciso saber para fazer uma boa redação e garantir que você consiga um bom desempenho. Confira!

Enem 2019: entenda bem o tipo textual exigido

Há algumas particularidades e exigências específicas do Enem na produção textual, por exemplo, a proposta de intervenção e a tese na introdução. Aliás, se tem um erro que prejudica (e muito!) a nota do candidato é esquecer-se da tese. Ela é fundamental para o tipo textual exigido pelo Enem, o dissertativo-argumentativo, portanto, não colocá-la é um erro grave. Além disso, já vi muita gente perder 200 pontos de graça só porque não apresentou uma proposta de intervenção. É uma parte muito simples do texto, em que o corretor espera que você indique uma possível solução para o problema discutido ao longo do texto. Conheça bem os moldes estruturais em questão e não perca pontos.

Enem 2019: saiba usar bem os conectivos

A competência 4 foi definida para avaliar se o participante faz um bom uso dos operadores argumentativos ao longo da redação, afinal, são eles que permitem a chamada coesão textual e a boa ligação das ideias. Atente-se, porém, que não se trata de quantidade, mas sim de qualidade. Saiba usá-los corretamente, de acordo com seus sentidos, e varie-os constantemente. Coloque-os pelo menos duas vezes no início dos parágrafos e quantas vezes for necessário no meio deles.

Enem 2019: Tenha uma boa organização

Parece óbvio, mas muita gente se esquece de observar esse aspecto na hora de entregar um texto para a correção. Organização denota planejamento prévio, reflexão sobre o que será exposto e cuidado com o projeto de texto. Observe se os parágrafos tem mais ou menos o mesmo tamanho, escreva do início ao fim das linhas, evite rasuras e capriche na letra!

Enem 2019: Conheça bem o uso da Crase e da Vírgula

Esses talvez sejam os erros mais frequentes em relação à norma culta. Sabemos que a crase pode ser a “pedra no sapato” de muita gente, mas é preciso correr atrás e aprender de fato como usá-la, pois sua ausência no texto compromete bastante a nota dos candidatos. Além disso, apesar de usarmos vírgula frequentemente, muitos aprenderam conceitos errados quanto a ela, o que os faz reproduzir na redação. Assista ao vídeo sobre as Regras Gerais de Uso da Crase e não erre mais.

Enem 2019: faça uma Proposta de Intervenção completa

Indique um agente para executar a ação de resolver o problema, explique o que deve ser feito, mostre de forma breve algum meio para isso e, por fim, o resultado, o propósito da ação. Depois disso, só vai faltar o detalhamento de alguma dessas partes e pronto! 200 pontos!

Enem 2019: explore seus conhecimentos de mundo

Saiba citações para usar no texto, use seu repertório de filmes e séries, e aproprie-se das críticas que leu em livros ou viu em documentários. Dando os devidos créditos e sabendo relacionar bem ao tema, é completamente possível explorar seus conhecimentos de mundo para enriquecer sua argumentação. Agora na reta final, é interessante assistir a alguns filmes legais e tirar críticas sociais deles para citar na produção.

Nosso conselho é: façam a prova com calma e tranquilidade, vão seguros e arrasem no Enem! Explorem ao máximo tudo o que for proveitoso até o dia do exame, mas lembrem-se, também, de descansar, afinal, é preciso cuidar desse detalhe para que façam a prova com disposição.

Texto adaptado em parceria com QG do Enem.

Sobre ENEM - Exame Nacional do Ensino Médio

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi criado para avaliar o desempenho escolar e acadêmico ao final do ensino médio. Os resultados podem: possibilitar a constituição de parâmetros para a autoavaliação do participante, visando a continuidade de sua formação e a sua inserção no mercado de trabalho; permitir a criação de referência nacional para o aperfeiçoamento dos currículos do ensino médio; ser usados como mecanismo único, alternativo ou complementar para acesso do à educação superior, especialmente, a ofertada pelas instituições federais de educação superior; permitir o acesso do participante a programas governamentais de financiamento ou apoio ao estudante da educação superior; ser utilizados como instrumento de seleção para ingresso nos diferentes setores do mundo do trabalho; e viabilizar o desenvolvimento de estudos e indicadores sobre a educação brasileira.

enem

Comentários

Mais Lidas