Forças Armadas

Concurso Exército: inscrições abertas para oficiais e capelães

Com 23 vagas, concurso Exército tem oportunidades para profissionais com formação em administração, comunicação social, direito, informática, enfermagem, teologia, entre outras áreas

Samuel Peressin
Publicado em 03/07/2019, às 13h26 - Atualizado às 13h36

Concurso Exército - militares diante da bandeira do Brasil
Divulgação

Estão abertas as inscrições do concurso Exército para admissão aos cursos de formação de oficiais do quadro complementar e de capelães. Ao todo, serão preenchidas 23 vagas. 

Para o quadro complementar, há chances nas áreas de administração (3), ciências contábeis (3), comunicação social (2), direito (3), informática (3), magistério - matemática (1), magistério - português (1), enfermagem (2) e veterinária (2).

Dentre as oportunidades para capelão, duas são para padre católico e uma para pastor evangélico.

As inscrições para o concurso Exército ficam abertas até 2 de agosto, devendo ser efetuadas pelo site www.esfcex.eb.mil.br. O valor da taxa de participação é de R$ 120.

Concurso Exército: quem pode concorrer como oficial e capelão

Todas as vagas são destinadas a profissionais com curso superior. Os demais requisitos para participação incluem:

  • altura mínima de 1,55m (mulheres) e 1,60m (homens);
  • idade até 36 anos (para oficiais);
  • idade entre 30 e 40 anos (para capelães).
Concurso Exército: oficiais alinhados em treinamento
Concurso Exército oferece vagas para ambos os sexos.

 

Concurso Exército: o que cai na prova

Marcado para 15 de setembro, o exame intelectual do concurso Exército ocorrerá no Distrito Federal e em todos os Estados do país, exceto Goiás. A avaliação terá a seguinte estrutura:

  • 70 questões para oficiais (abordando língua portuguesa, história do Brasil, geografia do Brasil e conhecimentos específicos);
  • 40 perguntas objetivas e uma discursisva para capelães (versando sobre língua portuguesa e conhecimentos específicos).

Nas fases seguintes, os candidatos passarão por verificação documental, análise de títulos (apenas para capelães), inspeção de saúde, exame de aptidão física e avaliação psicológica, entre dezembro deste ano e março de 2020.

Concurso Exército: situação após a incorporação

Os aprovados para o quadro complementar realizarão curso de formação com duração de 37 semanas, na Escola de Formação Complementar do Exército (EsFCEx), em Salvador/BA, exceto os profissionais da área da saúde, cuja preparação ocorrerá na Escola de Saúde do Exército (EsSEx), no Rio de Janeiro/RJ.

No caso dos capelães aprovados no concurso Exército, a formação envolverá atividades na EsFCEx, além da Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), em Resende/RJ, da Escola de Sargentos das Armas (ESA), em Três Corações/MG, do Corpo de Tropa na Guarnição de Brasília/DF e em unidades da 6ª Região Militar, com abrangência na Bahia e Sergipe.

Após a formatura, os militares do quadro complementar serão nomeados ao posto de primeiro tenente, enquanto os capelães obterão a graduação de segundo tenente, com vencimentos de R$ 8.245 e 7.490, respectivamente, conforme a tabela de salários de 2019 das Forças Armadas.

Prova anterior Exército

Para auxiliar nos estudos, o JC Concursos liberou as provas anteriores do Exército, além dos gabaritos para consulta das questões aplicadas. É importante avaliar se a organizadora será a mesma para o novo concurso Exército, direcionando a preparação para o estilo da banca.

Mais detalhes sobre o processo seletivo podem ser conferidos na página do concurso Exército para oficiais e capelães. 

Comentários

Mais Lidas